PUBLICIDADE
Topo

2003: onda de calor varre a Europa e provoca mais de 35 mil mortes

Página 3 Pedagogia & Comunicação

Especial para o UOL Ciência e Saúde

09/12/2010 18h58

Os efeitos do aquecimento global se fizeram sentir de maneira dramática no hemisfério Norte. Nas duas primeiras semanas de agosto, uma onda de calor assolou a Europa, com temperaturas superiores a 40 graus C em países onde a média é bem menor do que essa.

O fenômeno teve graves consequências, especialmente para a França, a Itália e Portugal. O despreparo para enfrentar um calor extraordinário como esse, na França, teve como resultado a morte de um número de pessoas estimado em 15 mil, em sua maioria idosos.

Também na Itália a quantidade de mortos atingiu os mesmos patamares franceses. No período, aumentou a taxa de mortalidade de outros países europeus, como Espanha, Alemanha e Reino Unido. Outra nação a sofrer com intensidade o problema foi Portugal, onde os incêndios devastaram 425 mil hectares das áreas florestais do país.