Topo

Soyuz MS-14 com androide Fiodor a bordo pousa no Cazaquistão

06/09/2019 19h32

Moscou, 7 set (EFE).- A nave russa Soyuz MS-14 com o androide Fiodor como único ocupante pousou neste sábado (data local) nas estepes do Cazaquistão sem incidentes, informou a agência espacial da Rússia (Roscosmos) no Twitter.

A aterrissagem aconteceu à 0h32 (horário de Moscou; 18h32 de sexta-feira em Brasília), pouco mais de três horas depois de a nave deixar a Estação Espacial Internacional (ISS), à qual permaneceu acoplada durante 11 dias.

O robô Skybot-F850, também conhecido pelo acrônimo em inglês Fedor (Final Experimental Demonstration Object Research), que a imprensa da Rússia chama de Fiodor devido à similaridade com o nome tradicional no país, permaneceu no espaço por um total de 17 dias.

O androide foi escolhido para testar o foguete Soyuz-2-1 como portador das naves tripuladas Soyuz, que até agora tinham sido lançadas com foguetes Soyuz-FG, dotados de um sistema de comando analógico de fabricação ucraniana.

A caminhada especial de Fiodor não foi isenta de contratempos: o Soyuz MS-14 só conseguiu se acoplar à ISS na segunda tentativa, em 27 de agosto, dois dias depois do previsto, devido a uma imperfeição no sistema automático de engate na parte russa da estação.

"Minhas desculpas pelo atraso. Fiquei preso em um engarrafamento. Estou preparado para prosseguir com o trabalho", escreveu o androide no Twitter, onde tem mais de 8 mil seguidores.

Os desenvolvedores de Fiodor ficaram satisfeitos com a missão no espaço, e no próximo voo do androide, sem data definida, será testado seu controle remoto tanto pela ISS como no centro de controle na Terra, segundo o chefe do programa de robótica espacial da empresa russa Androidnaya Tekhnika, Igor Sozin.

Segundo o especialista, o comando remoto do robô é de grande importância em caso de defeitos em estações espaciais e nas futuras bases na Lua.

Além disso, o androide fará uma série de operações a bordo da ISS.

"Será usado fora da estação, em espaço aberto, para realizar algum tipo de atividade, que é (o tipo de missão) para o que foi feito", disse Sozin. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ciência