Topo

Expedição descobre fossas, vulcões e novas espécies no mar de Coral

03/09/2019 13h38

Sydney, 3 set (EFE).- Uma expedição com pesquisadores de universidades australianas e escocesas descobriu fossas, vulcões e novas espécies de coral ao longo de 8.300 quilômetros no mar de Coral, no nordeste da Austrália, o que ajudará a entender melhor a sua formação geográfica, de milhões de anos.

As descobertas feitas durante a travessia do navio Investigator, da agência científica australiana (CSIRO) permitirão melhorar também o conhecimento do habitat marinho.

A travessia de 28 dias, que percorreu uma área que vai da costa leste australiana até zonas não exploradas anteriormente perto de Papua Nova Guiné, Ilhas Salomão e Nova Caledônia, coletou 650 rochas, algumas delas localizadas a 4.500 quilômetros de profundidade.

As rochas coletadas incluem amostras do manto terrestre e de uma área que os especialistas acreditam ter sido o lugar onde se formaram montanhas marinhas de milhares de metros de altitude.

"Estas rochas das montanhas submarinas do oceano profundo nos ajudará a responder importantes perguntas sobre a história do mar de Coral e sua formação há milhões de anos", disse Joanne Whittaker, chefe da expedição integrada por 35 pesquisadores de universidades da Austrália e da Escócia.

A expedição científica ajudará a elaborar um mapa do leito marinho e a catalogar os corais de profundidade, assim como a ter detalhes completos das observações realizadas sobre o comportamento da vida marinha, especialmente das aves.

"Acredita-se que muitas das amostras de corais de profundidade que coletamos pertencem a novas espécies", explicou a cientista do Instituto de Estudos Marítimos e Antárticos da Universidade da Tasmânia. EFE

Mais Ciência