Topo

Trump prevê nova era de exploração espacial após 50 anos da chegada à Lua

20/07/2019 11h57

Washington, 20 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se comprometeu neste sábado a iniciar uma "nova era de exploração" espacial e a restabelecer o domínio e liderança do país no estudo do espaço, em uma mensagem em comemoração dos 50 anos da chegada do homem à Lua.

"Para honrar àqueles que nos precederam e para melhorar o futuro de toda a humanidade, nos comprometemos a iniciar uma nova era de exploração, estendendo o nosso espírito pioneiro aos limites mais distantes do cosmo", afirmou Trump.

O presidente americano disse que seu governo deu "instruções à Nasa para que envie o próximo homem e a primeira mulher à Lua e dê o próximo salto gigante - enviar americanos a Marte".

"A exploração sustentada que se estende desde a nossa Terra à Lua até a superfície de Marte abrirá caminho para uma nova era da engenharia americana", que atrairá várias pessoas "aos campos da ciência, da tecnologia, da engenharia, as matemática e a defesa", acrescentou Trump na mensagem.

O presidente destacou que os EUA lideraram "a busca da humanidade para a grande incógnita" e considerou que o pouso da Apolo 11 na Lua "foi uma demonstração espetacular da destreza técnica e a liderança espacial" dos americanos e "serviu como um exemplo perdurável do que é possível conseguir".

"Neste Dia da Exploração do Espaço, comemoramos nossos tremendos avanços tecnológicos, homenageamos àqueles que perdemos na busca da descoberta e abraçamos o espírito americano que inspirou nossa nação a liderar o mundo no espaço", ressaltou na mensagem.

Em abril de 2017, poucos meses depois de chegar à Casa Branca, Trump ordenou à Nasa que acelerasse os planos de exploração espacial, que contemplavam a chegada de humanos a Marte na década de 2030.

Neste sábado, o Centro Espacial Kennedy, em Cabo Canaveral (Flórida), será palco de um evento especial pelo aniversário deste marco histórico que contará com a presença do vice-presidente dos EUA, Mike Pence, que deve falar sobre o Programa Artemis, o projeto com o qual se espera enviar um homem e uma mulher à superfície lunar em 2024. EFE

Mais Tilt