Topo

SpaceX lança ao espaço 24 satélites do Pentágono e da Nasa, entre outros

25/06/2019 10h11

Washington, 25 jun (EFE).- A companhia de transporte aeroespacial SpaceX lançou nesta terça-feira ao espaço o Falcon Heavy, seu maior foguete, com 24 satélites a bordo pertencentes a Pentágono, Nasa e outros clientes públicos e privados.

O lançamento do Falcon Heavy aconteceu no Centro Espacial John F. Kennedy, na Flórida, (EUA) às 2h30 da manhã (horário local, 3h30 em Brasília), três horas depois do inicialmente previsto devido a testes adicionais realizados nos sistemas do foguete.

A previsão é que a missão, chamada Space Test Program-2 (STP-2) pelo Departamento de Defesa e gerenciada pelo Comando Espacial da Força Aérea e o Centro Espacial de Sistemas e Mísseis, dure aproximadamente seis horas até seu retorno à Terra.

Esta é a primeira vez que o Pentágono autorizou o lançamento de seus equipamentos em um foguete reutilizado, já que o Falcon Heavy já realizou outras duas viagens anteriormente.

O fundador e proprietário da SpaceX, Elon Musk, tinha definido o lançamento de hoje como "o mais difícil" da história da companhia aeroespacial.

O Falcon Heavy lançará nas próximas horas em três níveis diferentes do espaço um total de 24 satélites pertencentes ao Pentágono, à Nasa, à Administração Nacional Oceânica e Atmosférica e a companhias privadas, como a Sociedade Planetária, que enviou um demonstrador de vela solar.

A viagem também inclui um satélite de pesquisa da Força Aérea, o chamado "relógio atômico" da Nasa e um outro também da agência espacial americana com combustível à base de nitrato de hidroxilamônio, nunca antes testado e menos contaminante que a habitualmente usada e muito tóxica hidrazina.

Além disso, o foguete lançará ao espaço as cinzas de 152 pessoas. EFE

Mais Tilt