Topo

Lançamento de observatório espacial russo-alemão Spektr-RG é adiado

21/06/2019 04h31

Baikonur (Cazaquistão), 21 jun (EFE).- O lançamento do observatório espacial russo-alemão Spektr-RG previsto para acontecer nesta sexta-feira, a partir da base de Baikonur (Cazaquistão), foi adiado por pelo menos 24 horas devido a um problema com o foguete transportador, disse Roscosmos, a agência espacial russa.

"Durante os preparativos do foguete Proton-M com o bloco de aceleração DM-03 e a nave espacial Spetkr-RG, alguma anomalia foi detectada", disse Roscosmos em seu comunicado.

A agência espacial russa acrescentou que o lançamento foi remarcado para amanhã.

O principal instrumento do Spektr-RG é o telescópio de raio X eROSITA, construído na Alemanha pelo Instituto Max Planck de Física Extraterrestre.

O eROSITA, equipado com sete detectores de raios X, juntamente com o telescópio russo ART-XC, também a bordo do observatório espacial Spektr-RG, permitirá a obtenção de imagens de milhões de buracos negros, grupos de galáxias e estrelas de nêutrons morto.

"A cada meio ano teremos um mapa completo do céu no espectro de raios X. Se tudo correr bem, veremos milhões de fontes e esperamos ver cerca de 3 milhões de buracos negros", disse o cientista russo Rashid Sunyaev à agência "Interfax", ao comentar as possibilidades oferecidas pelo Spektr-RG.

De acordo com o programa de voo, o Spektr-RG irá orbitar o chamado ponto de Lagrange (L2) do sistema solar, a 1,5 milhão de quilômetros da Terra, posição ideal para a observação do universo profundo. EFE

Mais Tilt