PUBLICIDADE
Topo

Onda de frio polar deixa sensação térmica de 50 graus abaixo de zero nos EUA

30/01/2019 15h15

Chicago (EUA), 30 jan (EFE).- A tempestade de frio extremo que já causou a morte de pelo menos cinco pessoas nesta semana nos Estados Unidos trouxe nesta quarta-feira temperaturas similares às do polo norte na região do meio oeste do país, onde há cidades como Duluth, em Minesota, onde a sensação térmica chegou aos 50 graus abaixo de zero.

A onda de frio que começou hoje e se prolongará durante as próximas horas paralisou as principais cidades da região, que registram temperaturas mínimas de 29 graus negativos, como Chicago, onde vivem 2,7 milhões de pessoas.

Mas estas baixas temperaturas são agravadas pelo vento, o que reduz ainda mais a sensação térmica até os 46 abaixo de zero na terceira cidade mais populosa dos EUA.

J.B. Pritzker, governador de Illinois, onde fica Chicago, declarou ontem estado de emergência devido à séria "ameaça à saúde" destas "temperaturas potencialmente históricas".

Algumas regiões do estado registraram temperaturas inferiores às de áreas do Alasca, e no aeroporto internacional de O'Hare a sensação térmica era de 46 graus baixo de zero.

Neste aeroporto devem ser cancelados 1.325 voos, enquanto no de Midway o número foi de 326, segundo dados do Departamento de Aviação de Chicago, cidade apontada como o epicentro desta onda de frio, que pode provocar congelamento quase instantâneo.

O serviço de correios e a circulação em várias linhas ferroviárias também tiveram que ser suspensos hoje na região devido ao frio intenso.

No mesmo estado de Illinois, a Polícia da cidade de Westchester pediu em tom irônico aos criminosos da cidade que permanecessem em casa porque estava "frio demais para cometer crimes".

Um homem de 70 anos apareceu nesta quarta-feira congelado em Detroit, informou a polícia local, que não quis confirmar se o frio na cidade, que fica no estado de Michigan, com sensação térmica de aproximadamente 30 graus negativos, foi a causa da morte.

O caso se soma ao de um homem que morreu no fim de semana em Minesota após não conseguir entrar em sua casa por ter perdido as chaves, ao de outras três pessoas vítimas de acidentes de trânsito provocados pelas condições meteorológicas e o de um indivíduo de Milwaukee que teve um colapso quando limpava neve. EFE