PUBLICIDADE
Topo

Terremoto de 6,4 graus deixa mais de 500 feridos no Irã

25/11/2018 20h58

(Atualiza número de feridos e acrescenta detalhes)

Teerã, 25 nov (EFE).- Mais de 500 pessoas ficaram feridas neste domingo devido a um forte terremoto de 6,4 graus na escala Richter que atingiu a província de Kermanshah, no noroeste do Irã, perto da fronteira com o Iraque.

O reitor da Universidade de Ciências Médicas de Kermanshah, Mahmudreza Moradi, citado pela agência local "Mehr", detalhou que a população mais afetada foi Sarpol-e Zahab, com 235 feridos, seguida por Gilane Gharb e Qasr Shirin, com cerca de 100 cada.

A maioria dos feridos recebeu tratamento em centros médicos da região, mas mais de 20 foram transferidos a hospitais de outras cidades, explicou Moradi.

Várias equipes de resgate do Crescente Vermelho foram enviadas às áreas afetadas, mas ainda não foram quantificados os danos materiais.

As autoridades anunciaram para a segunda-feira o fechamento de todas as escolas e universidades da província de Kermanshah, que há um ano foi atingida por um devastador terremoto de 7,3 graus que deixou 620 mortos e mais de 12 mil feridos.

A maioria da população de Sarpol-e Zahab continua vivendo em acampamentos e casas pré-fabricadas, já que os edifícios estão em processo de reconstrução.

Segundo o Centro Sismológico do Irã, o terremoto deste domingo foi registrado às 20h07 (horário local; 14h37 em Brasília) a uma profundidade de sete quilômetros e teve o seu epicentro perto da cidade de Sarpol-e Zahab, a mais danificada no ano passado.

O Serviço Geológico dos EUA informou que o terremoto teve uma magnitude de 6,3 graus na escala Richter. O tremor foi sentido em quase todo o oeste do Irã, do norte ao sul, e inclusive na cidade de Isfahan, no centro do país.