PUBLICIDADE
Topo

Incêndio no norte da Califórnia queima 5.463 hectares e continua crescendo

27/06/2018 15h38

Los Angeles (EUA), 27 jun (EFE).- Mais de 2 mil bombeiros lutam nesta quarta-feira contra o incêndio "Pawnee", no norte da Califórnia, que já consumiu 5.463 hectares, destruiu mais de 20 estruturas e obrigou evacuar mais de 3 mil pessoas.

O xerife do condado de Lake, Brian Martin, informou em um relatório sobre o avanço das chamas que os bombeiros conseguiram conter 25% do incêndio nos arredores das áreas mais povoadas.

Em um boletim enviado hoje à Agência Efe, o Departamento Florestal e de Incêndios da Califórnia (Cal Fire), informou que 235 caminhões de bombeiros combatem o incêndio com o apoio de 15 helicópteros, 69 escavadeiras e 25 carros-tanque de água.

Devido aos ventos, o fogo, que se originou o sábado 23 de junho, mudou nesta terça-feira de direção e isso colocou em risco algumas das equipes que o combatem.

O Serviço Nacional de Meteorologia anunciou que até sexta-feira os ventos soprarão acima dos 56,3 quilômetros por hora na região e com um nível de umidade de apenas 10%, condições que não favorecem o controle do fogo.

O governador da Califórnia, Jerry Brown, declarou ontem estado de emergência no condado para facilitar as tarefas de controle das chamas.

O incêndio é registrado ao norte da reconhecida região vinícola de Napa, devastada no ano passado por vários incêndios que destruíram 150 edifícios.

A temporada de incêndios da Califórnia em 2017, uma das mais devastadoras deste século, deixou 46 mortos, queimou cerca de 559 mil hectares e registrou 9 mil incêndios florestais que destruíram 10.800 estruturas, segundo o Cal Fire.

A temporada atual incluiu o incêndio Thomas, o maior registrado na história do estado, que queimou 121.405 hectares.