PUBLICIDADE
Topo

Defesa Civil filipina aumenta número de mortos na tempestade Tembin para 240

Moradores de Lanao del Norte procuram sobreviventes após tempestade nas Filpinas - AP
Moradores de Lanao del Norte procuram sobreviventes após tempestade nas Filpinas Imagem: AP

25/12/2017 10h25

Bangcoc, 25 dez (EFE).- O departamento de Defesa Civil das Filipinas elevou nesta segunda-feira (25) para 240 o número de mortos pela tempestade Tembin na região sul do país, enquanto ainda há mais de 100 pessoas desaparecidas e 550 mil desabrigados.

O aumento de vítimas se deve a mais corpos terem sido encontrados nas províncias de Zamboanga do Norte (agora com 74 mortos), Lanao do Sul (27) e Zamboanga Sibugay (4), aos que se somam 135 mortos em outras partes de Mindanao, a maior ilha do sul da Filipinas, segundo a porta-voz da Polícia Nacional da península de Zamboanga, Helen Galvez.

Além disso, 107 pessoas estão desaparecidas e são procuradas pelas equipas de resgate, nas quais trabalham soldados, policiais e voluntários, entre outros.

Das 541.005 pessoas registradas como afetadas pelo Conselho Nacional de Gestão e Redução do Perigo de Desastre (NDRRMC), o órgão que canaliza todas as informações oficiais, 97.583 filipinos passaram o Natal em algum dos 261 centros de evacuados abertos, enquanto outras 84.794 pessoas contam com assistência governamental destes centros, embora residam fora deles.

O NDRRMC desdobrou 4.000 pessoas, divididas em 500 equipes de oito membros cada uma, nas províncias afetadas, entre as quais se destacam pelos danos registrados as de Lanao do Norte, Lanao do Sul e Zamboanga do Norte.

A tempestade Tembin deve chegar esta noite ao sul do Vietnã transformada em um tufão, após se fortalecer em seu caminho pelo mar da China Meridional.

As autoridades vietnamitas evacuaram cerca de 650 mil pessoas como prevenção, a maior parte delas em zonas do delta do rio Mekong que habitualmente inundam.

A imprensa local compara a situação com o tufão Linda, que em 1997 causou, com mais de 4 mil mortos, um dos desastres mais graves do Vietnã nos últimos 100 anos.