PUBLICIDADE
Topo

Olho da tempestade tropical Harvey se situa sobre o sudoeste da Luisiana

30/08/2017 10h47

Miami (EUA), 30 ago (EFE).- O olho da tempestade tropical Harvey está posicionado nesta quarta-feira sobre o sudoeste do estado da Luisiana, nos Estados Unidos, enquanto continua gerando chuvas intensas no extremo sudeste do Texas, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) do país.

Em seu boletim das 12h GMT (9h de Brasília), o NHC indicou que Harvey apresenta ventos máximos de 75 km/h e se encontra 40 quilômetros a oeste-noroeste do lago de Charles (Luisiana) e 50 quilômetros a nordeste de Port Arthur, no Texas.

O sistema de baixa pressão se desloca para o norte com uma velocidade de 14 km/h e é esperado um "enfraquecimento gradual", podendo se converter em "depressão tropical esta noite".

Segundo um provável padrão de trajetória, o olho de Harvey se moverá através da parte baixa do vale do Mississipi e do Tennessee.

Apesar disso, os meteorologistas alertam que Harvey poderia produzir mais chuvas com acúmulos de entre 70 e 150 milímetros até a sexta-feira, desde o sudoeste da Luisiana e da fronteira ao leste do Texas para o oeste de Kentucky, com acúmulos isolados de 250 milímetros.

"A ameaça de fortes chuvas acabou na região de Houston/Galveston, mas a ameaça de graves inundações continuará ao redor do leste de Houston para o sudoeste da Luisiana no restante da semana", alertaram os especialistas do NHC.

Além disso, o NHC insiste que a população deve evitar "se deslocar em veículos nas regiões atingidas, evitar fazê-lo por estradas inundadas" e que deve permanecer protegida em "um lugar seguro".

O outro grande perigo é o aumento do nível do mar nas regiões costeiras, devido aos ventos ciclônicos e às grandes ondulações provocadas por estes. Em algumas regiões, é esperado uma elevação de até um metro do nível do mar.

As autoridades do Texas elevaram ontem o número provisório de mortes pela passagem do furacão Harvey para pelo menos 16, mas reconhecem que esta cifra provavelmente vai subir, pois os trabalhos de resgate e as chuvas continuam.

Segundo os dados recolhidos pelo jornal "Houston Chronicle", oito pessoas morreram no condado de Harris, que engloba a cidade de Houston, a mais atingida pelas chuvas e inundações.