PUBLICIDADE
Topo

Milhares de pessoas são evacuadas no Japão por tufão "Neoguri"

Em Tóquio

08/07/2014 01h30

As autoridades do Japão recomendaram que aproximadamente 500 mil pessoas deixem suas casas, além do fechamento de escolas e do cancelamento de dezenas de voos, devido à chegada de um forte tufão ao sul do país nesta terça-feira.

O tufão "Neoguri" é considerado de intensidade "muito forte" pela Agência Japonesa de Meteorologia (JMA, sigla em inglês) e já alcançou as ilhas mais ao sul do arquipélago de Okinawa.

O órgão meteorológico japonês declarou o alerta máximo nas ilhas de Miyako e Okinawa, sobretudo devido às rajadas de vento - que devem atingir 270 km/h - e às grandes ondulações, que poderão chegar aos 14 metros de altura, informou a JMA em seu site.

O tufão também provocará chuvas intensas, com até 60 milímetros por hora de precipitação em algumas áreas de Okinawa.

A JMA recomendou "todas as precauções possíveis" para que a população dessas regiões se proteja do fenômeno atmosférico, enquanto as autoridades locais já tomaram algumas medidas nas áreas que devem ser atingidas pelo tufão com mais força.

Nesse sentido, foi recomendada a evacuação de aproximadamente 500 mil pessoas em dez municípios de Okinawa e também foi emitida uma solicitação para que todos aqueles que não se sintam seguros busquem asilo em algum abrigo.

A Prefeitura de Miyakojima (a principal população das ilhas Miyako) organizou a retirada dos 55 mil moradores da cidade, e todos os colégios da Prefeitura de Okinawa permanecerão fechados hoje.

Além disso, todas as decolagens e pousos previstos para hoje nessa região japonesa foram cancelados e nenhum dos serviços de transporte marítimo vai funcionar, nem os barcos pesqueiros.

Por sua vez, a companhia elétrica da região, Okinawa Electric Power Company, informou que cerca de 6,5 mil pessoas estão sem energia elétrica desde as 6h locais (20h de Brasília da segunda-feira).

Nessa hora, o "Neoguri" se encontrava a cerca de 100 quilômetros ao sudeste das ilhas Miyako e se deslocava rumo ao arquipélago japonês a uma velocidade de 25 km/h.

Trata-se do oitavo tufão da temporada e a JMA o considera como o mais forte até agora registrado em um mês de julho.

Após sua passagem pelo sul do Japão, o "Neoguri" se dirigirá ao norte pelo Mar da China Oriental e mudará seu curso gradualmente para o leste, segundo as previsões da agência japonesa.

O tufão alcançará a ilha de Kyushu - a terceira maior do arquipélago japonês - na quinta-feira e, posteriormente, pode chegar a Honshu, onde ficam as cidades mais povoadas do país, Tóquio e Osaka.