Topo

EUA enviarão representante do segundo escalão para reunião sobre o clima

18/09/2019 22h15

Washington, 19 Set 2019 (AFP) - O governo de Donald Trump, que exibe cada vez mais um maior ceticismo em relação ao aquecimento global, será representado por funcionária de uma agência do departamento de Estado na cúpula sobre o clima da ONU, que na próxima segunda-feira reunirá dezenas de chefes de Estado e de Governo em Nova York.

A chefe da Agência para os Oceanos, Assuntos Científicos e Ambientais Internacionais, Marcia Bernicat, uma funcionária de carreira que foi embaixadora em Bangladesh, "representará os Estados Unidos na cúpula do clima do secretário-geral das Nações Unidas", disse na quarta-feira à AFP um representante do departamento de Estado.

A cúpula organizada pelo chefe da ONU, António Guterres, tem como objetivo convencer os líderes do planeta a reforçarem seus compromissos de limitar o aquecimento da Terra a 1,5ºC ou 2ºC em relação ao século XIX.

Mas nenhum plano de Washington é esperado. Trump anunciou em 2017 a retirada dos Estados Unidos do Acordo de Paris sobre o clima, estimando que isso era prejudicial para a economia americana e, desde então, multiplicando as medidas para tornar as regulamentações que protegem o meio ambiente mais flexíveis.

Durante uma coletiva de imprensa nesta quarta, Guterres disse que empresas, agências de classificação, fundos de investimento "que representam bilhões de dólares" e bancos estão cada vez mais apoiando uma economia verde, e que ele espera que "tenha um forte impacto na tomada de decisões dos líderes políticos "

fff-lbc/yow/lca

Mais Ciência