PUBLICIDADE
Topo

Após 150 mil queixas e acordo com Procon, Facily terá 'ajuda' de US$ 250 mi

Entregas do Facily - Divulgação
Entregas do Facily Imagem: Divulgação

Alberto Alerigi Jr.

Em São Paulo

16/11/2021 17h57

O app Facily, de compras coletivas, anunciou nesta terça-feira que recebeu um aporte de 250 milhões de dólares em uma quarta rodada de financiamento que coloca a companhia brasileira próxima da condição de unicórnio, de empresas iniciantes avaliadas em pelo menos 1 bilhão de dólares.

O anúncio ocorreu poucos dias depois de a empresa fechar acordo com o Procon-SP para solucionar queixas de consumidores prejudicados por problemas que incluem atrasos em entrega de produtos e falta de reembolso. Segundo o Procon-SP, desde o início do ano até outubro o app registra mais de 150 mil queixas no órgão de proteção dos consumidores.

"Com os novos investimentos recebidos, a empresa irá focar na eficiência logística para acelerar as entregas dos pedidos realizados na plataforma, além de trabalhar na expansão nacional da empresa", afirmou a companhia em comunicado à imprensa.

O aporte mais recente recebido pela Facily foi liderado por DX Ventures e Delivery Hero, com Citius também participando da rodada. Antes disso, a empresa levantou 116 milhões de dólares em outras três rodadas nos últimos 12 meses. A empresa não informou qual a avaliação da companhia após o novo aporte.

A empresa foi fundada por Diego Dzodan, ex-vice-presidente do Facebook para América Latina, e pelos executivos Luciano Freitas e Vitor Zaninotto em 2018.