PUBLICIDADE
Topo

Fabricante de celulares da Apple exibe 3 protótipos de veículos elétricos

18/10/2021 12h51

Por Yimou Lee

TAIPÉ(Reuters) - A Foxconn revelou seus três primeiros protótipos de veículos elétricos nesta segunda-feira, destacando planos ambiciosos para diversificar seus negócios para além de ser uma das principais fabricantes de produtos da Apple e outras empresas de tecnologia.

Os veículos - um utilitário esportivo, um sedã e um ônibus - foram desenvolvidos pela Foxtron, uma joint-venture entre a Foxconn e a montadora taiuanesa de veículos Yulon Motor.

O vice-presidente da Foxtron, Tso Chi-sen, disse que espera que os veículos elétricos valham 1 trilhão de dólares taiuaneses para a Foxconn em cinco anos, um valor equivalente a cerca de 35 bilhões de dólares americanos.

Chamada formalmente de Hon Hai Precision Industry, a maior fabricante mundial de produtos eletrônicos tem como objetivo se tornar um grande grupo no mercado global de veículos elétricos, embora reconheça ser uma novata na indústria automotiva.

A companhia mencionou pela primeira vez suas ambições no mercado de veículos elétricos em novembro de 2019 e se moveu relativamente rápido, anunciando este ano acordos para montar carros com a startup norte-americana Fisker e o grupo de energia da Tailândia PTT.

"A Hon Hai está pronta e não é mais o garoto novo na cidade", disse o presidente da Foxconn, Liu Young-way, no evento programado para marcar o aniversário do bilionário fundador da empresa, Terry Gou, que dirigiu o sedã elétrico até o palco do evento ao som de "Feliz Aniversário".

O sedã, que foi desenvolvido em conjunto com a empresa de design italiana Pininfarina, será vendido por uma montadora não especificada fora de Taiwan nos próximos anos, enquanto o SUV será vendido sob uma das marcas da Yulon e está programado para chegar ao mercado em Taiwan em 2023.

O ônibus, que terá um emblema da Foxtron, começará a circular em várias cidades no sul de Taiwan no próximo ano em parceria com um provedor de serviços de transporte local.

"Até agora, a Foxconn fez um progresso muito bom", disse Kylie Huang, analista de tecnologia da Daiwa Capital Markets.

A Foxconn também estabeleceu como meta fornecer componentes ou serviços para 10% dos veículos elétricos do mundo entre 2025 e 2027.

Este mês, a companhia comprou uma fábrica da startup norte-americana Lordstown Motors para produzir carros elétricos. Em agosto, adquiriu uma fábrica de chips em Taiwan, com o objetivo de atender à demanda futura por chips automotivos.

Um impulso bem-sucedido de montadoras terceirizadas para a indústria automotiva tem o potencial de trazer uma série de novos participantes e minar os modelos de negócios das montadoras tradicionais. Este ano, a montadora chinesa Geely também traçou planos para se tornar uma grande fabricante terceirizada.

Observadores da indústria estão procurando pistas de quais empresas podem produzir o carro elétrico da Apple. Embora fontes tenham dito anteriormente que a gigante da tecnologia deseja lançar um carro até 2024, a Apple ainda não deu detalhes de planos específicos para o mercado automotivo.