PUBLICIDADE
Topo

Que companhia acaba de atingir US$1 tri? Dê um Google

16/01/2020 19h23

A controladora do Google, Alphabet, tornou-se nesta quinta-feira a quarta companhia norte-americana a atingir valor de mercado acima de US$ 1 trilhão e alguns fundos que detêm ações da companhia questionam-se se não chegou o momento de embolsar os ganhos.

As ações da Alphabet acumulam valorização de quase 17% nos últimos três meses, superando o rali do S&P 500 por uma margem de seis pontos percentuais. Os papéis encerraram nesta quinta-feira em alta de 0,8%, cotados a US$ 1.450,16.

Com o movimento desta quinta-feira, a Alphabet junta-se à Apple, Amazon.com e Microsoft como as únicas empresas dos Estados Unidos a atingirem valor de mercado de 1 trilhão de dólares.

"Vou conseguir dobrar meu investimento na ação a partir de agora? Não tenho certeza sobre isso", disse Kevin Landis, gestor de portfólio da Firsthand Funds, que não ampliou apostas na empresa desde o primeiro trimestre do ano passado.

Apesar das preocupações, muitos investidores estão achando difícil vender. A escadala de 28% das ações da Alphabet e a performance de outros papéis do setor que tiveram firmes ganhos em 2019 dificultam para muitos justificar corte em exposições.

Ernesto Ramos, gestor de portfólio do BMO Large-Cap Growth Fund, manteve as ações, apostando que a exposição da Alphabet à publicidade online vai acabar justificando seu valor de mercado acima da média. As ações da Alphabet estão sendo negociadas a múltiplos de 26,6 vezes o lucro futuro ante média de 18,5 vezes das empresas que compõem o S&P 500.

A Alphabet deve divulgar resultados de quarto trimestre em 3 de fevereiro. No último balanço, a empresa decepcionou estimativas de analistas para o lucro em cerca de US$ 1,7 bilhão, embora tenha superado as previsões de receita.

Negócios