Topo

Elon Musk vai a julgamento acusado de difamação

Elon Musk vislumbra base lunar depois de contrato de transporte para ISS - Jim Watson/AFP
Elon Musk vislumbra base lunar depois de contrato de transporte para ISS Imagem: Jim Watson/AFP

Da Reuters, em Los Angeles

03/12/2019 10h45

Elon Musk é conhecido pelo uso excêntrico e controverso do Twitter. Agora, o presidente-executivo da Tesla pode ter que pagar por usar a rede social para chamar de pedófilo um explorador de cavernas britânico.

Musk deve ser julgado nesta terça-feira (3) por supostamente difamar Vernon Unsworth, um espeleólogo que ganhou fama internacional por desempenhar um papel de liderança no resgate de 12 meninos e seu treinador de futebol da caverna Tham Luang Nang Non, na Tailândia, em julho de 2018.

Unsworth diz que Musk o rotulou falsamente como "pedófilo" no Twitter e deve pagar indenizações por prejudicar sua reputação.

O julgamento do juiz distrital Stephen Wilson, em Los Angeles, está programado para durar cerca de cinco dias. Musk deve testemunhar em sua própria defesa.

O episódio começou depois que Musk ofereceu um mini-submarino de sua empresa de foguetes SpaceX para ajudar no resgate da caverna.

Unsworth disse à CNN em 13 de julho de 2018, três dias após a conclusão do resgate, que a oferta era uma "manobra de relações públicas" e que Musk poderia "enfiar o submarino onde dói".

Dois dias depois, Musk atacou Unsworth em uma série de tuítes, incluindo um que o chamava de "pedófilo". Musk depois pediu desculpas por esse comentário. Unsworth negou as acusações de Musk.

Os advogados de Musk disseram que os tuítes eram opinião dele, não declarações de fato. Eles também disseram que Unsworth procurou lucrar com seu papel no resgate e provocou a resposta de Musk, sugerindo à CNN que Musk não se importava com a vida dos meninos presos.

Negócios