Topo

Partido Conservador do Reino Unido intensifica anúncios no Facebook antes de eleição

02/12/2019 14h57

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) - O Partido Conservador, que governa o Reino Unido, intensificou uma campanha no Facebook com uma onda de anúncios destacando políticas para os eleitores mais jovens.

Os conservadores do primeiro-ministro Boris Johnson levantaram fundos recordes para a campanha antes das eleições de 12 de dezembro, mas até esse momento gastaram relativamente pouco em publicidade no Facebook.

Um relatório do Facebook de anúncios publicados nos sete dias até 30 de novembro mostrou que apenas 201 anúncios conservadores estavam ativos na plataforma, com o partido gastando milhares de libras a menos que o Partido Democrata Liberal, o Trabalhista ou o do Brexit no período.

No entanto, nesta segunda-feira, eram 910 anúncios conservadores listados como ativos, sendo mais vistos principalmente pelos eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos.

O partido gastou 37.653 libras (48.310 dólares) em anúncios do Facebook na semana até 30 de novembro, mas os detalhes de quanto gastou desde sábado não estavam disponíveis imediatamente.

Os anúncios são focados em acabar com a incerteza em torno do Brexit, investir na saúde e atacar os planos de gastos do líder trabalhista Jeremy Corbyn.

Atualmente, os anúncios políticos online não exigem uma sinalização dizendo quem pagou por eles, levando a críticas da Comissão Eleitoral do Reino Unido de que as regras não são adequadas ao objetivo.

Tilt