PUBLICIDADE
Topo

Ericsson espera 2,6 bilhões de linhas 5G em operação até o final de 2025

Helena Soderpalm

Em Estocolmo

25/11/2019 13h34

A Ericsson espera que o número de linhas 5G ativas atinja 2,6 bilhões até o final de 2025, ante 13 milhões em 2019, com a cobertura da rede oferecendo acesso a 65% da população mundial, afirmou hoje a empresa sueca.

Espera-se que a adoção de redes 5G seja significativamente mais rápida que a das redes LTE (4G), disse a fabricante de equipamentos de rede de telecomunicações em relatório semestral.

O levantamento afirma ainda que as linhas 5G representarão 29% de todas os acessos móveis em 2025.

A Ericsson, que compete com a chinesa Huawei e a finlandesa Nokia, disse que a América do Norte deve liderar a adoção do 5G, com 74% das linhas previstas na região em seis anos, seguida pelo nordeste da Ásia e Europa.

"É encorajador ver que o 5G agora tem amplo suporte de quase todos os fabricantes de dispositivos. Em 2020, dispositivos compatíveis com 5G entrarão no mercado em grande volume, o que aumentará a adoção do 5G", disse Fredrik Jejdling, chefe da Ericsson Networks, em um comunicado.

A estimativa anterior da empresa em junho previa 1,9 bilhão de linha 5G em 2024 e a cobertura da rede atingindo mais de 45% da população mundial.

A Ericsson disse que o lançamento do 5G da China em outubro levou a uma atualização da estimativa de assinaturas para o final de 2019, de 10 milhões para 13 milhões.

A rede LTE continuará sendo a tecnologia dominante de acesso móvel em número de linhas ativas entre 2019 e 2025, disse a Ericsson, com 5,4 bilhões em 2022 e 4,8 bilhões até o final de 2025.

Telefonia