Topo

Facebook leva reconhecimento facial a todos os usuários e descontinua sugestões de marcação

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Neha Malara

Em Bangalore (Índia)

03/09/2019 15h09

O Facebook anunciou nesta terça-feira (3) que sua tecnologia de reconhecimento facial estará disponível a todos os usuários com a opção de não utilizá-la, enquanto decidiu interromper um recurso relacionado chamado 'sugestões de marcação'.

O reconhecimento de rosto, disponível para alguns usuários do Facebook desde dezembro de 2017, notifica o titular da conta se a foto do perfil for usada por outra pessoa ou se ela aparecer em fotos nas quais não foram marcadas.

As 'sugestões de marcação' (tag suggestions), que usavam o reconhecimento facial apenas para sugerir que um usuário identificasse amigos em fotos, estão no centro de um processo relacionado à privacidade desde 2015.

O processo por usuários do Estado norte-americano de Illinois acusou a empresa de mídia social de violar a Lei de Privacidade de Informações Biométricas do Estado, alegando que coletava e armazenava ilegalmente dados biométricos de milhões de usuários sem seu consentimento.

No mês passado, um tribunal federal de apelações rejeitou o esforço do Facebook para desfazer o status de ação coletiva do processo.

"Sempre divulgamos nosso uso da tecnologia de reconhecimento facial e as pessoas podem ativá-la ou desativá-la a qualquer momento", afirmou o Facebook no mês passado.

A empresa disse que continua a se envolver com especialistas em privacidade, acadêmicos, reguladores e seus usuários sobre como usa o reconhecimento facial e as opções que os usuários têm para controlá-lo.

Inteligência artificial