Topo

Trump ameaça França com ação substancial após taxa sobre empresas de internet

26/07/2019 18h26

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira que vai atingir a França em breve com uma "ação substancial recíproca" após Paris anunciar a criação de um imposto que taxa empresas de tecnologia, incluindo gigantes norte-americanas.

"Se alguém foi taxá-las, deveria ser o país delas, os Estados Unidos. Vamos anunciar uma ação substancial recíproca sobre a loucura de Macron", escreveu Trump no Twitter, referindo-se ao presidente francês, Emmanuel Macron. "Eu sempre disse que o vinho americano é melhor que o francês!"

Na semana passada, Trump falou com Macron para manifestar preocupações sobre a proposta de criação de imposto sobre serviços digitais, afirmou a Casa Branca.

O porta-voz da Casa Branca, Judd Deere, afirmou que os EUA "estão extremamente decepcionados com a decisão da França de impor um imposto sobre serviços digitais às custas de companhias e trabalhadores norte-americanos. A ação unilateral da França parece ser direcionada a empresas tecnologia dos EUA inovadoras que fornecem serviços a distintos setores da economia."

O imposto francês será aplicado retroativamente, a partir do início deste ano. O departamento de Comércio dos EUA questiona a legalidade do tributo.

Há duas semanas, o Senado francês aprovou uma taxa de 3% que será aplicada sobre a receita de serviços digitais vendidos na França por empresas que tenham mais de 25 milhões de euros em receita no país e 750 milhões de euros no mundo.

Outros países da União Europeia, incluindo Áustria, Inglaterra, Espanha e Itália também anunciaram planos para seus próprios impostos sobre o setor digital.

Os países afirmam que a cobrança é necessária porque grandes multinacionais de internet como Facebook e Amazon registram resultados em países com reduzida carga tributária como Irlanda, não importando a origem da receita.

(Por Tim Ahmann, Steve Holland e David Shepardson)

Tilt