Qual a diferença entre limpar, higienizar e desinfetar? A ciência explica

Manter a casa limpa, higienizada e livre de germes é a solução perfeita para evitar a proliferação de doenças como gripe ou a covid-19, mas você sabe qual a diferença de cada uma destas ações?

Se não sabe, não tem problema, pois a ciência explica de forma clara as diferenças de cada uma delas.

Limpar

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, a limpeza remove germes, sujeira e impurezas de superfícies ou objetos e normalmente é feita com sabão ou detergente, e água.

Esse processo não mata necessariamente os germes, mas, ao removê-los, diminui seu número e o risco de propagação de infecções.

Higienizar

O CDC define que a higienização "reduz o número de germes nas superfícies ou objetos a um nível seguro, conforme avaliado pelos padrões ou requisitos de saúde pública".

Esse processo é feito depois que uma superfície ou um objeto é limpo, pois não dá para higienizar um item que ainda está sujo. A higienização pode ser feita com produtos sanitizantes ou desinfetantes, seguindo as orientações dos fabricantes para que se evite a propagação de infecções.

Desinfetar

Para o órgão, a definição de desinfecção vai além das duas primeiras, pois é nessa parte em que se matam os germes. São necessários produtos químicos que matem os microrganismos desconhecidos de superfícies e objetos.

Continua após a publicidade

Entretanto, eles explicam que "esse processo não limpa necessariamente as superfícies sujas ou remove germes, mas, ao matar os germes em uma superfície após a limpeza, pode diminuir ainda mais o risco de propagação de infecções".

Agora, que você já sabe a diferença de cada uma delas...

Quando devo higienizar e com que frequência?

Para uma boa proteção, o ideal é que itens usados frequentemente, como mesas, balcões, maçanetas, teclados de computador, torneiras, telefones e brinquedos sejam higienizados, sejam higienizados diariamente. Limpe imediatamente as superfícies e objetos visivelmente sujos e depois comece o processo de higienização.

Quando desinfetar algo?

A desinfecção é um processo aconselhado para ambientes que tenham pessoas doentes com chances de proliferação da doença. Entretanto, a este é um procedimento intenso e requer mais atenção.

Continua após a publicidade

Às vezes, os produtos utilizados precisam ser mantidos por mais tempo nas superfícies, por isso o CDC adverte para que as pessoas se atentem aos rótulos e não façam misturas de produtos.

"Não misture produtos de limpeza e desinfetantes, a menos que os rótulos indiquem que é seguro fazê-lo. A combinação de certos produtos (como alvejante com cloro e produtos de limpeza com amônia) pode resultar em ferimentos graves ou morte", explica o órgão.

Por isso, sempre mantenha os locais por onde passa e as superfícies limpos. Este processo que usa apenas água e sabão às vezes pode ser o suficiente para evitar germes e se manter protegido.

*Com matéria de dezembro de 2021

Deixe seu comentário

Só para assinantes