PUBLICIDADE
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

MacBook Air x Galaxy Book Pro: qual notebook leve e poderoso é o melhor?

Comparativo entre laptops MacBook Air M2 (esq.) e Galaxy Book Pro (dir.) - Reprodução
Comparativo entre laptops MacBook Air M2 (esq.) e Galaxy Book Pro (dir.) Imagem: Reprodução

Rodrigo Lara

Colaboração para Tilt, em São Paulo

07/07/2022 04h01Atualizada em 08/07/2022 11h33

Sempre que se pensa em investir em um notebook de alto desempenho (e, consequentemente, mais caro), a linha MacBook Air acaba surgindo na lista de opções. Ela se consagrou pelo tamanho compacto, pelo desempenho mais longevo do que seus concorrentes ou pelo sucesso com certos públicos, como os designers.

Recentemente, a Apple anunciou a chegada da nova geração do notebook ao Brasil, desta vez equipado com o processador M2, apresentado em junho, que promete ganhos consideráveis em relação ao antecessor. Resumindo: o aparelho ficou ainda mais potente.

Mas será que essa dose extra de poder compensa o preço consideravelmente maior que o da concorrência? Para realizar essa comparação, vamos nos inspirar em uma briga típica dos smartphones: Apple versus Samsung. Colocamos o novo MacBook Air para bater de frente contra o Galaxy Book Pro, outro modelo leve e potente.

Abaixo comparamos a ficha técnica de ambos. Confira:

MacBook Air M2

  • Largura: 30,41 cm
  • Profundidade: 21,5 cm
  • Espessura: 1,13 cm
  • Peso: 1,24 kg

Samsung Galaxy Book Pro

  • Largura: 35,54 cm
  • Profundidade: 22,58 cm
  • Espessura: 1,17 mm
  • Peso: 1,05 kg

Ambos apostam em uma aparência minimalista, que garante um toque de elegância e discrição. O MacBook Air ganha pontos aqui por ter opções de cores (bege e três variações de cinza), enquanto o Samsung é oferecido apenas com acabamento prateado.

Reflexo da tela maior, o Samsung é cerca de 5 cm mais largo. É pouco, mas é bom você levar em conta se pretende transportar com frequência o notebook. Nas demais medidas, ambos são similares.

Aqui, dois destaques positivos. Primeiramente, os dois aparelhos são extremamente finos, o que significa que você não terá problemas em encaixá-los entre outros itens dentro de uma mochila ou maleta, por exemplo.

Em segundo lugar, o peso reduzido. A Samsung brilha mais: apesar de ser maior, quase fica abaixo da marca de 1 kg. Você definitivamente não vai suar para carregar qualquer um dos dois.

Veredito: empate.

MacBook Air M2

  • Liquid Retina de 13,6 polegadas (34,54 cm)
  • Resolução Quad HD+ de 2.560 x 1.664 pixels
  • Taxa de atualização: 60 Hz

Samsung Galaxy Book Pro

  • Amoled de 15,6 polegadas (39,62 cm)
  • Resolução Full HD de 1.920 x 1.080 pixels
  • Taxa de atualização: 60 Hz

Primeiro, a má notícia: os dois contam com taxa de atualização na pegada "o mínimo necessário". Considerando que falamos de notebooks com poder de fogo considerável e, principalmente, preço alto, é um tanto decepcionante ver que trazem telas de 60 Hz. Na prática, eles podem ter um desempenho inferior ao de muitos smartphones na hora de reproduzir imagens em movimento com fluidez.

Feita essa consideração, chega a hora da sua escolha: você prefere tamanho ou resolução? O MacBook tem duas polegadas a menos, mas oferece uma resolução Quad HD+. Do outro lado, Samsung vem com espaço mais amplo de tela, porém com uma resolução Full HD padrão.

Se a sua ideia é usar o aparelho para desenvolver atividades que lidam muito com imagens, como edições de foto e vídeo, o notebook da Apple deve satisfazer mais aos seus anseios. Fora isso, o Samsung provavelmente vai atender bem.

Veredito: empate.

MacBook Air M2

  • Capacidade: 52,6 watts/hora

Samsung Galaxy Book Pro

  • Capacidade: 68 watts/hora

Se um dos principais argumentos destes produtos é que eles são leves e você pode levá-los para qualquer lugar, a bateria é um aspecto essencial nessa promessa. Quem aguenta mais tempo longe da tomada?

Uma olhada breve indica que o Samsung vence a disputa, já que sua bateria é maior. É preciso considerar, porém, como e quanto cada um dos aparelhos consome a energia disponível.

Como são aparelhos com um espectro de utilização bem amplo, o que nos resta é levar em conta os dados de autonomia divulgados pelos fabricantes.

A Apple diz que o MacBook Air tem fôlego para 18 horas de reprodução de vídeo no app Apple TV e 15 horas para navegação na internet via wi-fi.

Já a Samsung se resume a afirmar que o Galaxy Book Pro aguenta até 21 horas sem pedir arrego.

Os dois notebooks trazem carregadores na caixa: 30 W no MacBook Air e 65 W no Galaxy Book Pro. O aparelho da Apple até aceita um carregador de 67 W, mas que é vendido separadamente.

Veredito: vitória do Samsung Galaxy Book Pro.

MacBook Air M2

  • Processador: Apple M2 (octa-core, 3,49 GHz)
  • Placa de vídeo unificada de oito núcleos
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento: SSD de 256 GB

Samsung Galaxy Book Pro

  • Processador: Intel Core i7-1165G7 (quad-core, 2,8 GHz com modo turbo de 4,7 GHz)
  • Placa de vídeo integrada Intel Iris Xe Graphics
  • Memória RAM: 16 GB
  • Armazenamento: SSD de 1 TB

Para começo de conversa: ambos têm configurações excelentes. Você não passará aperto nas principais tarefas diárias, tampouco nos aplicativos mais pesados.

O Galaxy Book Pro traz duas vantagens. Uma delas é a memória RAM de maior capacidade - mas ela é relativa (já explicamos a seguir). A outra, incontestável, é a maior capacidade de armazenamento interna, de 1 TB. E ele está disponível na forma de um SSD NVMe, ainda mais veloz do que os SSD padrão, o que tende a impactar positivamente o desempenho de forma bem perceptível.

O MacBook Air aposta no novo chip M2. Segundo a Apple, ele traz 25% mais transistores do que o M1. Na prática, isso representa um ganho de 18% em desempenho em relação ao antecessor, consumindo a mesma quantidade de energia.

Ainda de acordo com a fabricante, o M2 oferece quase o dobro de desempenho que outros processadores de dez núcleos, mas gastando a mesma quantidade de energia. Isso tende a tornar o desempenho do MacBook Air imbatível em sua categoria, especialmente em tarefas mais pesadas.

Nenhum dos notebooks conta com placa de vídeo dedicada. Pode ser um revés, caso você pretenda usá-los para games. Ainda assim, eles são capazes de rodar jogos, mesmo que não seja essa a proposta desses notebooks.

Por fim, há de se considerar que o MacBook Air, assim como o iPhone, é um sistema mais fechado do que outros aparelhos. Em outras palavras: ele utiliza um sistema operacional que tende a aproveitar melhor os recursos disponíveis, exigindo menos memória RAM, por exemplo.

Se considerarmos o desempenho bruto, o MacBook Air leva essa disputa. Dependendo do que você quiser fazer com o aparelho, porém, o Galaxy Book Pro tem tudo para não te decepcionar.

Veredito: vitória do MacBook Air.

O Galaxy Book Pro tem diversas funções que "conversam" com outros dispositivos da Samsung, como fones de ouvido, TVs e smartphones. Assim, ele tende a ser aproveitado ao máximo se você estiver mais inserido nesse ecossistema.

Fora isso, ele conta com conexões HDMI, duas portas USB-C (uma delas Thunderbolt), uma conexão USB 3.2, saída para fones de ouvido e entrada para cartão MicroSD.

O MacBook Air, por sua vez, tem recursos similares, só que com dispositivos Apple. As conexões, porém, são um pouco diferentes: uma MagSafe 3 para recarga, e duas USB 4 com Thunderbolt, que podem ser usadas para saída de vídeo (DisplayPort) e conexões de dados. Fora isso, há apenas uma conexão para fones de ouvido.

Vale notar que dentre os dois, o Galaxy Book Pro tem teclado no padrão brasileiro ABNT2, então tem a tecla cedilha, enquanto no MacBook Air não tem esta opção.

Veredito: vitória do Samsung Galaxy Book Pro.

MacBook Air M2: R$ 13.299

Samsung Galaxy Book Pro: R$ 9.999

Analisar o custo-benefício de aparelhos dessa categoria apenas pelos números pode ser uma armadilha. Considerando que o Galaxy Book Pro se saiu melhor em dois quesitos e o MacBook Air apenas em um (porém cobrando R$ 3.300 a mais), a escolha pelo Samsung seria incontestável.

Há de se considerar, porém, que o desempenho superior do MacBook Air pode ser um diferencial para quem pretende usá-lo para atividades mais pesadas, como edição de imagens e vídeo.

Com isso, o veredito final é um grande "depende". Para atividades corriqueiras, a economia proporcionada pelo Samsung Galaxy Book Pro faz dele a melhor opção. Já quem busca máximo desempenho e pretende utilizar o notebook para atividades profissionais mais exigentes não precisa nem pensar duas vezes: o custo adicional do MacBook Air vai valer a pena.

RESULTADO FINAL: empate.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentente do informado, o laptop Galaxy Book Pro tem a tecla cedilha no teclado. Erro já foi corrigido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL