PUBLICIDADE
Topo

Smart Band 7: cinco curiosidades da nova pulseira fitness da Xiaomi

Xiaomi Smart Band 7 - Divulgação
Xiaomi Smart Band 7 Imagem: Divulgação

De Tilt, em São Paulo

02/07/2022 14h30

As pulseiras que medem atividade física estão cada vez mais acessíveis, e um dos modelos mais famosos recebeu atualização recentemente. A Xiaomi lançou na última semana a Smart Band 7 (a empresa não usa mais a nomenclatura Mi Band).

O modelo mantém o visual fino e discreto, conta com uma tela um pouco maior, tem novos modos de medição de atividade física, além de novas faces. Ela tem preço sugerido de 50 euros (cerca de R$ 276) na Europa - ainda não há data para chegar no Brasil, mas o modelo, como todos os outros, deve ser disponibilizado em breve por aqui.

Confira abaixo os detalhes da nova Smart Band 7:

Tela maior

O display da nova Smart Band 7 é de 1,62 polegada (cerca de 4,1 centímetros), um pouco maior que o modelo antecessor Mi Band 6, que tinha uma tela de 1,56 polegada (4 centímetros).

A Xiaomi diz que que a tela maior dá um aumento de 25% de visibilidade do display, facilitando a visualização de informações além de aumentar a claridade da imagem.

Modos de treinamento, saúde e bem-estar

Para quem utiliza a pulseira para medir atividades físicas, a Smart Band 7 conta com 110 modos esportivos, como pilates, beisebol, natação, entre outros.

Desta vez, a pulseira conta ainda com modos de saúde e bem-estar. Então, baseado em suas atividades, ela deve sugerir um tempo de descanso. Haverá ainda um modo chamado "effect training" (efeito do treino, em tradução livre) que, baseado em seus exercícios, dirá a "qualidade" do seu treino aeróbico e/ou anaeróbico.

A Smart Band 7 mede o VO2 max (volume de oxigênio máximo de uma pessoa durante um exercício) durante os exercícios. Esta medida ajuda a verificar a capacidade aeróbica da pessoa, podendo indicar se a intensidade de um exercício, por exemplo, está leve ou pesada.

Como nos outros modelos, a pulseira também mede batimentos cardíacos, sono e SpO2 (saturação de oxigênio), medida que costuma indicar a capacidade respiratória - durante a epidemia de covid-19, algumas pessoas recorriam a essa medida para saber se estavam com o pulmão comprometido.

Novas faces

Personalização não é um problema para a Smart Band 7. Agora há mais de 100 faces disponíveis para quem quiser mudar a "cara" da pulseira. Há mostradores de diferentes cores e com diferentes características (alguns mostram só o horário, enquanto outros têm contador de passos e até previsão de tempo).

Xiaomi Smart Band 7 - Divulgação - Divulgação
Xiaomi Smart Band 7
Imagem: Divulgação

Até 50 metros debaixo d'água

As versões anteriores da pulseira da Xiaomi já eram à prova d'água. Nessa, a fabricante promete uma resistência de 5 ATM, que, trocando em miúdos, significa que ela aguenta até uma profundidade de 50 metros.

Mais bateria

Diferente dos relógios inteligentes, as pulseiras costumam ter maior autonomia. Na Smart Band 7, a Xiaomi promete 14 dias de uso moderado, e até 9 dias de uso intenso. A célula da bateria é de 180 mAh (miliampere hora).