Topo

Fim do fenômeno? Empresa de Pokémon Go demite 90 pessoas e cancela jogos

Pokémon Go: empresa agora planeja app para jogadores conversarem entre si Imagem: Getty Images

Ellen Alves

Colaboração para Tilt

30/06/2022 12h22

A Niantic, desenvolvedora do jogo para celular Pokemón Go, anunciou a demissão de cerca de 90 funcionários. Quatro novos projetos também foram descartados

Segundo o CEO da companhia, John Hanke, a decisão é reflexo da "turbulência econômica" que a empresa passa, e para isso, é preciso "simplificar" as operações internas para enfrentar o cenário atual. Além das demissões, quatro projetos foram cancelados.

"Recentemente, decidimos interromper a produção em alguns projetos e reduzir nossa força de trabalho em cerca de 8%, para focar em nossas principais prioridades, bem como a plataforma Lightship", disse o vice-presidente de comunicações, Jonny Thaw, para a Bloomberg.

A empresa de jogos de realidade aumentada tem sofrido para repetir o sucesso mundial alcançado com Pokémon Go em 2016. Para isso, pretende focar em seus principais produtos. "Isso significa que podemos nos concentrar em nossas maiores prioridades, incluindo Pokémon Go e um conjunto selecionado de novas experiências", completa Thaw.

Jogos cancelados

Fundada em 2010, em São Francisco, na Califórnia, a Niantic é conhecida por desenvolver jogos de RA. A partir de dados de geolocalização, a tela do celular mostra informações do jogo aplicadas sobre a realidade do dia-a-dia.

A fórmula funcionou com Pokémon Go, que distribuiu as criaturas da franquia da Nintendo em parques, ruas e praças reais. Mas não foi o suficiente para salvar outros games, como Harry Potter: Wizard Unite e Catan: World Explorers. Ambos foram descontinuados.

Os projetos arquivados são Heavy Metal, um jogo de Transformers anunciado em 2021; Hamlet, em parceria com a companhia de teatro Punchdrunk; e os títulos Blue Sky e Snowball.

A empresa trabalha agora no novo jogo Peridot e no recém-anunciado NBA All- World, em parceria com a tradicional liga de basquete dos EUA. Ela também A empresa lançará um app para que jogadores de Pokémon Go conversem entre si.

*Com informações Engadget e The Verge.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fim do fenômeno? Empresa de Pokémon Go demite 90 pessoas e cancela jogos - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL


Negócios