PUBLICIDADE
Topo

Golpistas roubam celular de streamer e acessam Outook; aprenda a deslogar

Felipe Mendes

Colaboração para Tilt

26/05/2022 09h07

A streamer Gabi Cattuzzo, com mais de 620 mil inscritos na Twitch e 680 mil fãs no Instagram, apelou aos seus seguidores para resolver uma situação desesperadora. Seu celular foi roubado na quarta-feira (25) e os bandidos conseguiram acessar seu e-mail pelo Outlook, via app.

Assim como outros casos recentes em São Paulo e várias capitais brasileiras, eles também pediram empréstimos bancários por meio dos aplicativos.

Alguns seguidores tentaram ajudá-la, aconselhando a mudar a senha do e-mail, já que isso faria com que o e-mail fosse desligado de todos os dispositivos. Mas a influenciar afirmou que, mesmo trocando a senha, o e-mail continuava logado na conta do fraudador.

Tilt tentou contato com a influencer, mas até o fechamento dessa reportagem não obteve retorno.

Abaixo, explicamos o passo-a-passo para conseguir sair da conta em casos como esses.

  1. Entre na conta do Outlook por meio de um outro aparelho ou computador
  2. Clique em "Segurança" e acesse "Seus Dispositivos"
  3. Localize o dispositivo que deseja desconectar e clique nos três pontinhos
  4. Clique em "Sair" e confirme
  5. Faça isso em todos os dispositivos que queiser deslogar

Na sequência, o ideal é trocar a senha de acesso e ativar a autenticação em dois fatores.

Como se proteger?

Há muitos outros aplicativos que podem trazer muitas dores de cabeça ao dono de um celular roubado. Casos de celulares roubados e utilizados por golpistas para fraudar contas bancárias e pedir empréstimo não param de crescer.

Algumas dicas podem dificultar ou impedir totalmente a ação dos criminosos:

  • Nas configurações do celular, escolha o menor tempo possível para a tela voltar a ser bloquada automaticamente quando o aparelho não estiver sendo utilizado.
  • Ative a biometria facial nos aplicativos que permitem esse recurso. Até o Telegram e WhatsApp já incluíram o recurso.
  • Ative a autenticação de dois fatores, mas configure para que o código de acesso não seja enviado por SMS, já que o bandido estará com seu celular em mãos. A melhor opção é o envio por e-mail, que você já terá recuperado seguindo os passos informados acima.
  • Se você tiver app do banco, jamais deixe agência e conta pré-cadastrados. Preencha manualmente toda vez que usar.
  • Configure um limite para transferências via Pix (medida liberada em abril pelo Banco Central após a alta nos casos de roubo e fraude)

Mais recomendações

Daniel Cunha Barbosa, especialista em segurança da informação da Eset Brasil, afirmou que uma das principais recomendações aos usuários é manter um software com recurso antifurto instalado em seus dispositivos.

"O próprio iPhone tem configurações para o bloqueio do telefone. Para Android, há softwares que fazem tanto o bloqueio quanto apagam o celular remotamente para não ficar à mercê dos criminosos", sugere Barbosa.

Outra recomendação é lembrar quais aplicativos de banco estavam instalados no celular, cancelar os cartões de débito e crédito que estavam cadastrados e ainda fazer o bloqueio de aplicativos como iFood, Uber Eats e Uber.

"Se possível, configure senha em aplicativos importantes, mas caso não tenha, procure esses apps para fazer a exclusão da conta e o bloqueio. Porque quando alguém tentar usar, será bloqueado", diz.