PUBLICIDADE
Topo

Air fryer: como funciona? É saudável mesmo? Como limpa? Tire suas dúvidas

Rodrigo Lara

Colaboração para Tilt, em São Paulo

18/03/2022 04h00

Depois de tanto ouvir falar sobre a praticidade da air fryer, você decidiu se render e deseja comprar uma? Nessa hora é importante ter alguns critérios em mente antes de abrir a carteira. Saber o grau de eficiência do aparelho, a potência na hora de fazer os alimentos e qual modelo é mais fácil para limpar são alguns deles.

Essas e outras dúvidas foram tiradas durante a terceira edição do Tilt Lab Day, um programa com especialistas e convidados que ajudam a traduzir especificações técnicas e mostrar na prática o que faz diferença.

Air fryers de cinco marcas foram testadas:

Arno Super BFRY

Comprar

Electrolux EAF11

Comprar

Mondial AF-55I

Comprar

Philco PFR15PG

Comprar

Philips Walita RI9217

Comprar

Tilt Lab Day: teste de cinco modelos de air fryer - Mariana Pekin - Mariana Pekin
Imagem: Mariana Pekin

Cada uma foi avaliada nos seguintes quesitos: design, eficiência, limpeza e potência.

Por fim, foi a vez do custo-benefício, vencido pelo aparelho da Philco. A marca também foi eleita como melhor aparelho testado.

Separamos a seguir os principais destaques do programa e respostas para dúvidas enviadas pelos internautas. Confira:

Como funciona a fritura?

"A air fryer tem um sistema de aquecimento que usa uma resistência e faz esse ar quente circular rapidamente dentro do aparelho. Isso dá o aspecto de comida selada, com certa crocância", diz Milene Galeti, professora de engenharia elétrica da FEI, que participou do Tilt Lab Day.

Com isso, é possível obter resultados próximos aos de uma fritura convencional, só que sem óleo — ou um mínimo.

O sistema também permite assar alimentos, o que o torna duplamente útil. A diferença está na temperatura usada.

Uma dúvida bastante comum é: elas são "fornos elétricos com nome diferente"?

Segundo a professora, não exatamente. No forno elétrico, não há o processo de circulação de ar, chamado convecção.

"Além disso, a air fryer é mais eficiente para reter calor, por isolar bem onde a comida é feita", completa.

O tamanho interfere no cozimento?

Quando pensamos em design, geralmente consideramos apenas a aparência externa. No caso das air fryers, o tamanho do conjunto de cesto e cuba faz diferença na circulação de ar.

"Lógico que quanto menor o volume interno, mais rápido será para aquecer o ambiente interno", diz Galeti.

O segredo aqui é escolher um modelo que faça sentido para o seu tipo de uso, considerando a quantidade de pessoas para as quais se está cozinhando. E lembre-se: ao contrário do que vemos em anúncios publicitários, não se deve encher o cesto da air fryer de alimentos.

"É um erro comum encher muito. O ar precisa circular pelo alimento, colocá-los muito próximos uns dos outros não ajudará nisso", aponta Oga Mendonça, podcaster e entusiasta do aparelho.

O formato interno da air fryer deve ser levado em conta, diz ele, porque modelos mais convencionais tendem a acomodar melhor acessórios extras, como formas para bolos.

Tilt Lab Day: bolinho foi feito na air fryer - Mariana Pekin - Mariana Pekin
Imagem: Mariana Pekin

A comida fica boa? É mais saudável?

Nos testes, todos os modelos cumpriram o prometido e deixaram os alimentos prontos no tempo sugerido, com aparência e sabor adequados.

Alimentos normalmente fritos, como batatas, ficam com aspecto e textura similar ao da fritura por imersão. O gosto varia por conta da quantidade de óleo usada —porém nada gritante, segundo os participantes.

Se a ideia é ter uma experiência mais próxima das frituras convencionais, siga uma dica de Oga Mendonça: "quem curte muito frituras pode borrifar ou passar um pouco de azeite sobre os alimentos, o gosto fica bem parecido".

As air fryers também ajudam a mudar alguns hábitos alimentares. "Ela me incentivou a comer mais vegetais. Mas isso vai da pessoa, porque o aparelho também vai bem para fazer comidas mais calóricas, como doces", disse Bruna Souza Cruz, editora-assistente de Tilt.

Os aparelhos já foram alvo de fake news que diziam que os alimentos feitos ali poderiam causar câncer. Isso já foi desmentido aqui.

Pode usar papel alumínio?

A pergunta foi feita pelo internauta Kaue Lima durante o programa ao vivo.

Segundo os participantes, não há nenhum problema em se fazer isso, desde que o espaço para a circulação de ar seja preservado. Não há riscos de se estragar o aparelho.

Tilt Lab Day: air fryer e batatas fritas - Mariana Pekin - Mariana Pekin
Imagem: Mariana Pekin

A potência importa?

Em geral, as air fryers têm potência entre 1.200 e 2.000 Watts.

Aqui, o mais importante é que ela seja adequada ao tamanho do cesto.

"Vale lembrar que a potência declarada pelos fabricantes considera o uso com a temperatura máxima", explica Galeti.

Potência maior também significa consumo de energia elevado. Mas as air fryers não são vilãs da conta de luz, especialmente por serem usadas por poucos minutos e não, necessariamente, todos os dias, como ocorre com um chuveiro elétrico.

O que vale ficar de olho é se sua casa tem uma instalação elétrica adequada para o uso dessas máquinas. "Se o aparelho exigir uma tomada de 20 ampères, você tem que ter uma instalação de acordo, tanto a tomada quanto a fiação", ressalta Galeti.

E outra coisa: nada de usar adaptadores. Isso aumenta consideravelmente o risco de acidentes que podem culminar, no pior dos casos, em um incêndio.

É difícil de limpar?

A maioria dos modelos testados tinha revestimento anti-aderente, o que ajudou muito na hora de limpar. Só o cesta da Walita é que deu mais trabalho.

Mas, atenção: nada de limpar a resistência. A professora de engenharia diz que não é para mexer em nada que envolva desmontar e montar o aparelho.

Diversos modelos têm cestos e cubas com vãos e reentrâncias. Neste caso, fica a dica de Marko Mello, que testou as air fryer para o Tilt Lab Day: "É interessante deixar a air fryer ligada por alguns minutos para ajudar a derreter a gordura e soltar as crostas com utensílios plásticos, de maneira a não estragar o revestimento".

Uma outra dica é utilizar água fervente para dar um banho no cesto e na cuba e, assim, fazer uma remoção prévia da gordura antes de usar a esponja e o detergente.