PUBLICIDADE
Topo

Promoção relâmpago da Amazon ou bug? Cupons dão descontos de até R$ 500

Internautas aproveitaram cupons da Amazon - Edgar Su/Reuters
Internautas aproveitaram cupons da Amazon Imagem: Edgar Su/Reuters

Juliana Stern

Colaboração para Tilt, em São Paulo

26/01/2022 17h13

A plataforma de comércio eletrônico da Amazon virou nesta quarta-feira (26) um dos assuntos mais comentados na internet — só no Twitter, mais de 1,1 milhão de postagens usaram o nome da empresa.

O motivo para tanto alarde é que vários cupons promocionais foram liberados durante a madrugada. Muitos internautas aproveitaram para garantir produtos de graça (ou quase de graça).

Pela manhã, os cupons não estavam mais válidos. A Amazon explicou a Tilt, em nota, que eles foram liberados por um erro no site da empresa, que foi rapidamente corrigido. A empresa disse lamentar qualquer inconveniente causado e que entrará em contato com os clientes impactados.

Segundo relatos nas rede social, o site da Amazon chegou a oferecer cupons que permitiam até R$ 500 de desconto para contas recém-criadas na plataforma.

As ofertas podiam ser aplicadas de maneira cumulativa, garantindo preços baixos e até mesmo produtos gratuitos, incluindo livros e games.

Um internauta diz ter conseguido obter um Kindle, aparelho de leitura de e-books da Amazon, de graça.

Medo do cancelamento das compras

A possibilidade de produtos gratuitos causou alto tráfego de usuários e o sistema da Amazon começou a apresentar falhas, dificultando a criação de contas e a conclusão do processo.

Alguns internautas acreditaram que os descontos foram disponibilizados por um erro no sistema da Amazon Brasil, o que fez alguns temerem o cancelamento de pedidos.

A internet não perde a piada

Além de "Amazon", o termo "DE GRAÇA" também ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter, impulsionado pelos memes dos internautas que aproveitaram os descontos e também dos que perderam a chance (e ficaram #revolts).