PUBLICIDADE
Topo

Galaxy S22: novo celular da Samsung deve rodar games com qualidade de PC

Samsung Exynos 2200 - Divulgação
Samsung Exynos 2200 Imagem: Divulgação

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt, em São Paulo

19/01/2022 16h34Atualizada em 21/01/2022 14h48

Dá para jogar no celular com qualidade parecida com a de games de console? É isso que a Samsung promete em seu novo chip, o Exynos 2200, que provavelmente será utilizado na linha de smartphones Galaxy S22, prevista para ser lançada no início de fevereiro. A companhia quer levar jogos de celular a um novo patamar, com gráficos de última geração.

A GPU (unidade de vídeo) do processador, batizada de Xclipse 920, terá suporte a ray tracing (rastreamento de luz, em tradução livre) - essencial para jogos de PC e de consoles com ambientes virtuais mais realistas, usando algoritmos de inteligência artificial para criar, em tempo real, efeitos de iluminação que simulam o mundo real. Será a primeira vez que smartphones contarão com esta tecnologia.

Não é para menos: os gráficos são baseados na microarquitetura RDNA 2, da AMD, que equipa consoles como PlayStation 5, o Xbox One X e a série placas de vídeo Radeon RX 6000 para PCs.

O Xclipse 920 também conta com a funcionalidade VRS (Variable Rate Shading ou sombreamento variável), que otimiza a renderização das cenas, levando mais nitidez aos objetos próximos. Esta é outra tecnologia antes exclusiva dos jogos de PC e console, mas que já equipa o chip Snapdragon 888, lançado em 2020.

O nome da GPU é uma combinação do X (que representa Exynos) e a palavra eclipse. "Como um eclipse, ela colocará fim à velha era dos jogos mobile, iniciando um novo e excitante capítulo", disse a Samsung no anúncio.

Veja o vídeo promocional:

Além dos games

O grande diferencial é a qualidade dos gráficos para jogos, mas Exynos 2200 tem muito mais a oferecer. Com litografia de apenas 4nm (nanômetros), o novo chip da Samsung é baseado na nona geração da arquitetura ARM (Armv9) - uma evolução considerável em relação ao Exynos 2100, que equipa a linha Galaxy S21.

Ele conta com oito núcleos de processamento: quatro Cortex-A510 para tarefas mais leves, três Cortex-A710, focados em desempenho e eficiência, e um Cortex-X2, o mais poderoso, para tarefas que demandam mais poder computacional. O processamento de inteligência artificial (IA) é até duas vezes mais rápido que no antecessor.

Também é equipado com um novo modem 5G, que pode atingir velocidades de até 10 Gb/s, em frequências abaixo de 6GHz (sub-6) e ondas milimétricas (mmWave). Já o processamento de imagem suporta câmeras de até sete sensores, ou um único de até 200 megapixels, e vídeos em 8K e 4K HDR a 30 quadros por segundo.

O Exynos 2200 já está sendo produzido em massa e, ao que tudo indica, estreará na linha Galaxy S22. Ainda não se sabe se a versão brasileira será equipada com o novo processador da Samsung ou da Qualcomm.