PUBLICIDADE
Topo

É possível observar os pelos crescendo a olho nu?

Colaboração para o UOL

16/01/2022 04h00

Você encara uma depilação com cera quente para tirar os pelinhos do braço e, cerca de um mês mais tarde, lá estão eles de novo. Há quem nem perceba que os fios estão crescendo, e só repare que eles voltaram quando já estão grandes e com volume. Mas dá para acompanhar a olho nu os pelos crescendo?

Depende. De acordo com o oftalmologista Mario Motta, a capacidade visual do olho humano é de 10 micrômeros (ou 10 milésimos de milímetro). Ou seja, podemos ver algo bem menor do que um pelo jovem.

Aliado a isso, é fundamental que três fatores estejam presentes para que algo seja visível: contraste, sensibilidade luminosa e sensação de cor. Então, não basta apenas ter o tamanho ideal, é preciso que as cores e a luz sejam adequadas.

Isso quer dizer que se você tem a pele clara, os fios do corpo escuros e está em um lugar com uma boa iluminação, tem mais chances de ver seu pelo nascendo do que pessoas claras e loiras ou negras.

"Nesses casos, não existe muito contraste e a capacidade visual diminui consideravelmente", diz Motta.

Processo lento

Além disso, os pelos do corpo crescem em uma velocidade muita lenta: cerca de 0,4 centímetro por mês.

Essa atividade pode ser maior ou menor dependendo da genética ou em caso de doenças ou de alterações hormonais. Mas mesmo que ela seja mais rápida do que a média global, ainda vai continuar sendo muito vagarosa para nossos olhos.

Por isso, não adianta ficar olhando fixamente para o seu braço. Mesmo que você aguente o trabalho exaustivo, vai ser impossível perceber o movimento que o pelo faz ao crescer.

"A olho nu, a gente só percebe que ele cresceu de tempos em tempos, porque usamos um ponto da pele como referência", explica a dermatologista Denise Steiner. "Mas, independentemente do tempo que fique encarando seu braço, você nunca vai visualizar aquela imagem em câmera lenta que vemos em vídeos acelerados", finaliza.