PUBLICIDADE
Topo

Economia de luz e segurança: 17 itens inteligentes que revolucionam a casa

De lâmpadas a geladeira, é possível automatizar funções em diversos aparelhos em uma casa inteleigente - Getty Images
De lâmpadas a geladeira, é possível automatizar funções em diversos aparelhos em uma casa inteleigente Imagem: Getty Images

Vinícius de Oliveira

Colaboração para Tilt, em São Paulo

28/12/2021 04h00

O empresário Alexandre Sperafico começou a automação de sua casa, em Cuiabá (MT), em 2014. À época, o ex-piloto de Fórmula Indy priorizou sistema de controle de persianas e de luzes. Em 2016, ele investiu na geração de energia elétrica com painéis solares e, desde 2019, ele não usa mais gás de cozinha — somente equipamentos elétricos.

Como a capital do Mato Grosso é muito quente, o controle automático das persianas ajuda a economizar na conta de luz, conta ele. "Você programa para elas subirem ou baixarem em determinados horários, então a casa não fica quente e você acaba economizando em ar-condicionado", destacou.

A casa ainda tem sistemas diferentes programados, como:

  • Modo Viagem, em que a tecnologia abre as persianas, apaga e acende as luzes sozinha. É uma estratégia interessante para passar a impressão de que existe alguém dentro de casa, o que pode inibir potencias assaltos.
  • Modo Pânico: em que todas as luzes são acesas. Para isso, ele usou equipamentos de automação e inteligência artificial.

A popularização das assistentes virtuais tem levado alguns brasileiros a investirem em tecnologias para deixar suas casas mais inteligentes e conectadas. Seja por comando de voz ou pelo smartphone, é possível controlar o acionamento de luzes e climatizadores de ar, programar eletrodomésticos e automatizar campainhas, cortinas e portas. Tudo isso, que antes parecia tecnologia do futuro, já funciona por aqui.

Um levantamento feito pela rede de lojas Fast Shop mostra que o interesse no segmento de residências conectadas cresceu 20% no ano passado, em relação a 2020.

Além de lâmpadas e persianas inteligentes e painéis solares, confira a seguir outros exemplos de eletrônicos que já existem para fazer a casa trabalhar a nosso favor:

Segurança

  • Fechadura eletrônica

É possível gerenciar o acesso à sua residência de forma remota ou, até mesmo, criar perfis de acesso diferentes para controlar o fluxo dentro da sua casa. Existem modelos no mercado que podem ser de sobrepor (ficam em qualquer altura da porta) ou de embutir (substituem a maçaneta).

A fechadura digital de sobrepor SL 120 da Papaiz (R$ 327,99), por exemplo, oferece travamento automático e cadastro de até 31 usuários com senha.

Já a fechadura smart de embutir IFR 7000 da Intelbras (R$ 1.989,72) tem a possibilidade de permitir acesso por biometria digital, tag de proximidade e chave física. De acordo com a empresa, a fechadura permite criar comandos para acender determinadas luzes, ligar o ar-condicionado e até mesmo ligar a cafeteira assim que você chega em casa e abre a porta.

  • Campainhas inteligentes

As campainhas inteligentes são uma febre nos Estados Unidos. Com elas, você recebe uma chamada de vídeo diretamente no seu smartphone toda vez que alguém toca a campainha. Elas têm se tornado uma opção útil para pessoas que têm a mobilidade reduzida.

No Brasil, é mais comum encontrá-las com o nome de videoporteiros. O Smart Vídeo Porteiro wi-fi da Positivo (R$ 529) possui grau de proteção IP54 contra poeiras e chuva, o que permite sua instalação em ambientes abertos.

A câmera possui visão noturna e pode ser programada para gravar vídeos quando houver movimento na porta da frente.

  • Sensor de abertura

Um kit de segurança da casa inteligente pode ser complementado com sensores de abertura. Eles podem ser instalados em portas e janelas. Tecnologias do tipo avisam quando a área foi possivelmente violada ou quando você esquece uma porta ou janela aberta.

  • Sensor de movimento

Os sensores de movimentos, que podem ser instalados em áreas externas ou internas, podem ser programados para receber avisos quando houver movimento nas áreas desejadas.

  • Central de automação

Para gerenciar esses e outros dispositivos, muitas vezes é necessário uma central de automação que dê os comandos para os aparelhos. É ela quem está diretamente conectada com seu smartphone e, geralmente, possui compatibilidade com assistentes virtuais como Alexa e Google Assistente.

Assim como os outros equipamentos, os preços podem variar bastante. O smart controle universal da Positivo pode ser encontrado por R$ 104,94, enquanto da Intelbras custa cerca de R$ 329,90.

Energia e iluminação

  • Interruptor

Com o interruptor inteligente, você pode controlar a iluminação da sua casa pelo smartphone ou por comando de voz, além de programar cenários para simular sua presença. Tudo isso sem ter que trocar as lâmpadas antigas por novas.

O interruptor smart wi-fi Touch de duas teclas da Intelbras (R$ 132,76) é controlado via app. Já a Positivo possui um modelo com três botões (R$ 229,00), permitindo o controle de até três circuitos de iluminação individual.

  • Lâmpada LED

Em vez de trocar o interruptor, você pode optar por trocar a lâmpada e controlar a iluminação se for mais vantagem financeiramente (vale a pesquisa).

As tecnologias permitem o acionamento da luz à distância, alteração da cor e da intensidade, além de timer e agenda para programação automática. Elas podem ser acionadas via celular e assistentes virtuais integrada aos dispositivos Echo Dot e Google Nest.

  • Controladores

Para ir além das lâmpadas, você pode utilizar controladores que são capazes de ativar abajures, ventiladores, cortinas elétricas e persianas.

De forma geral, os controladores também têm função de programação. Você pode ajustar o horário que quer que as cortinas elétricas e persianas abram para que sua casa fique sempre arejada.

  • Tomadas inteligentes

Elas permitem que você ligue e desligue certos aparelhos da tomada por comando de voz de assistente digital (como Alexa ou Google Assistente) ou por aplicativo. As tomadas inteligentes costumam ser compatíveis com ar-condicionado, máquinas de lavar, secadores de cabelo, fornos elétricos, ferros de passar.

Elas também possuem temporizador e você pode, por exemplo, deixar a água e o pó de café à noite na cafeteira. Depois, basta programá-la para ligar automaticamente de manhã e você despertará com o cheirinho de café pronto logo cedo.

Outros produtos

  • Caixas de som inteligentes

Os alto-falantes inteligentes (smart speakers) são capazes de reproduzir áudio e possuem como principal característica a presença de uma assistente virtual. Você pode dar comandos de voz para ouvir músicas, consultar a previsão do tempo, criar alarmes e até pedir para ser lembrado de compromissos.

  • Robôs de limpeza
Unsplash - Unsplash - Unsplash
Imagem: Unsplash

Para auxiliar no dia a dia e deixar a faxina de casa menos pesada, aposte nos robôs de limpeza. O modelo mais atual da Roomba, da iRobot, faz a limpeza dos ambientes e é capaz ser acionado e programado via comando de voz.

  • Televisores

Não dá para falar em casa inteligente sem falar também nos televisores. Conectados à internet, muitos deles já podem ser controlados por Google Assistente ou Alexa.

  • Smart box
Google Chromecast - Divulgação - Divulgação
Google Chromecast
Imagem: Divulgação

Chromecast, Roku Express e Fire TV Stick: com certeza você já ouviu falar nesses três aparelhos que transformam qualquer televisor com entrada HDMI e/ou USB em uma smart TV.

O Chromecast é um exemplo. Ele tem duas versões, uma sem controle remoto (R$ 199,00) e outra com controle remoto e suporte a tecnologia 4K (R$ 599,00). O Roku (R$ 199,00) e o Fire Stick (R$ 199,00) possuem controle remoto, além de conectividade com as assistentes virtuais Siri e Alexa, respectivamente.

  • Utensílios domésticos

A internet das coisas e o 5G também devem revolucionar utensílios domésticos como geladeiras, microondas, fornos e outros equipamentos dentro de casa. Alguns já possuem algumas funções smart, como por exemplo as lava e seca.

O modelo da Philco PLS11B, de 10 kg (R$ 2.799,00), por exemplo, possui temporizador. Você pode colocar a roupa para lavar e programar para que o ciclo de lavagem comece horas depois. O jornalista que vos escreve tem uma dessa e costuma colocar a roupa à noite no tambor. Depois, programa para terminar a lavagem de manhã, tirando a roupa seca e ainda quente da máquina.

Já a Samsung investe no mercado de geladeiras, com o modelo Inverter Frost Free Smart, que permite verificar a temperatura, receber avisos se a porta ficar aberta e está controlar o vencimento de alimentos usando o aplicativo Smart Things, disponível para Android e iOS. O preço, no entanto, é salgado: na casa de R$ 12.999,00.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo.