PUBLICIDADE
Topo

Modelo de iPhone mais barato da Apple deve chegar com 5G em 2022

Getty Images
Imagem: Getty Images

Juliana Stern

Colaboração para Tilt

17/12/2021 07h30

Rumores sobre a existência de um novo iPhone SE continuam a aparecer, atiçando a curiosidade dos entusiastas dos produtos da Apple. As apostas são de que a empresa lançará um novo no primeiro semestre de 2022. Tradicionalmente, o modelo é conhecido por ser mais barato e ter um processador atualizado.

Se tudo se confirmar, ele será o primeiro aparelho de baixo custo da Apple com suporte para 5G. Segundo previsões da imprensa internacional, a terceira geração do iPhone SE deve ter o processador A15 Bionic, o mesmo que alimenta o iPhone 13, lançado em 2021.

Em comparação, o atual iPhone SE (2020) roda no antigo processador A13 Bionic, introduzido nos celulares a partir do iPhone 11.

Outras novidades

O iPhone SE da próxima geração também pode ser o primeiro a obter o Face ID, segundo escreveu Mark Gurman, da Bloomberg, em seu boletim informativo Power On, mas ainda manteria o sensor de digital.

A versão 2020 e 2016 do mesmo modelo foram lançadas com o Touch ID, uma vez que ainda têm o botão home físico.

De acordo com o analista da TF Securities, Ming-Chi Kuo, em depoimento para o site MacRumors, em relação ao design, não devemos ver muitas novidades. Mas os relatórios são conflitantes sobre se o próximo iPhone SE receberá uma reforma ou manterá seu visual retrô (com uma tela, muitas bordas e corpo quadradão).

Segundo Kuo, o novo iPhone SE será uma versão atualizada do iPhone 8 e terá uma tela de LCD de 4,7 polegadas, em vez da tela com tecnologia Oled mais avançada.

O site de tecnologia chinês MyDrivers, por sua vez, sugere que o novo aparelho será mais parecido com o iPhone XR.

Preço

O iPhone SE, lançado em 2016, impulsionou as vendas da Apple graças ao seu preço relativamente mais baixo. Para a nova versão, o custo deve seguir a média de preço da linha.

O modelo mais recente, lançado em abril de 2020, chegou ao mercado por US$ 399 (cerca de R$ 2270, na conversão direta pelo câmbio atual), enquanto o iPhone 12 mini —o mais acessível entre a linha premium do iPhone do ano passado— custava US$ 699.

No Brasil, o iPhone SE (2020) chegou com preços a partir de R$ 3.699. Já o 12 mini era vendido a partir de R$ 6.999.

A Samsung, a Oppo, Xiaomi e Huawei introduziram telefones com capacidade 5G ainda em 2019, enquanto o primeiro iPhone 5G foi lançado em 2020. Mas, a reformulação planejada do iPhone SE, incluindo na gama de ofertas de aparelhos 5G, pode impulsionar as vendas da Apple.

Segundo relatório sobre a companhia publicado na segunda-feira (13), analistas do J.P. Morgan acreditam que as vendas do iPhone SE devem chegar a 30 milhões de unidades em 2022. Já as remessas gerais do iPhone, carro-chefe da Apple, devem ficar em torno de 250 milhões de unidades, 10 milhões acima do ano anterior.

Se a corretora estiver certa sobre o sucesso do novo SE, ele poderia fazer com que mais de um bilhão de "usuários não premium do Android" trocassem de lado. O J.P Morgan afirma que o modelo teria potencial para atrair mais de 300 milhões de donos de iPhones mais antigos, que precisem de atualização, e outros 1,4 bilhão de usuários de aparelhos intermediários e de entrada com sistema Android.

Caso o produto chegue, realmente, no início de 2022, os analistas acreditam que a Apple, avaliada em US$ 2,9 trilhões, tenha o impulso final para superar a marca de US$ 3 trilhões em valor de mercado.

Em uma nota separada, o J.P. Morgan diz que a demanda dos clientes por modelos 5G permanecerá forte e será uma prioridade de fornecimento.

O que não foi discutido é se a Apple será capaz de acompanhar essa demanda projetada, dadas as complicações causadas pela contínua escassez de chips. A Apple se saiu melhor do que outras, mas acabou sucumbindo a vários meses de longos atrasos para muitos de seus produtos, incluindo iPhones, iPads e Apple Watches.