PUBLICIDADE
Topo

Cauã Reymond duplicado: a 'mágica' que o transforma em gêmeos na novela

Ator Cauã Reymond interpreta irmãos gêmeos na novela "Um Lugar ao Sol" - João Cotta/Globo
Ator Cauã Reymond interpreta irmãos gêmeos na novela "Um Lugar ao Sol" Imagem: João Cotta/Globo

Adriano Ferreira

Colaboração para Tilt, em Florianópolis

27/11/2021 04h00

Você já se perguntou como são feitas as cenas de personagens gêmeos interpretados por uma única pessoa? A nova novela "Um Lugar ao Sol", que entrou no ar neste mês, chamou a atenção por duplicar o ator Cauã Reymond (para delírio dos fãs). O segredo envolve uma complexidade de tecnologias e processamento de imagens. Um dublê do ator também foi usado.

Segundo Wesclei Barbosa, supervisor de efeitos visuais da novela da Globo, as interações dos irmãos gêmeos idênticos Renato e Christian, interpretados por Cauã, são realizadas com ajuda de uma câmera integrada a uma tecnologia chamada motion control (controle de movimento, em tradução livre).

De acordo com Barbosa, parte da "mágica" acontece com o uso de uma grua (equipamento utilizado para elevar as câmeras) com sensores que medem as distâncias dentro da cena (como posicionamento do ator e objetos) no primeiro take, salvam esses dados e, posteriormente, repetem o mesmo movimento usado na primeira cena para que a segunda parte seja filmada com os mesmos padrões de ângulo.

"É uma evolução se comparado aos recursos utilizados em produções anteriores, em que a captação de cenas de gêmeos era feita a partir da câmera estática", destaca Barbosa.

Além dessa câmera especial, sistemas de computador e edição de imagens ajuda no processamento do material gravado para que os dois irmãos apareçam ao mesmo tempo.

Fabiano Nagamatsu, diretor da empresa Osten Moove, especializada em desenvolvimento de negócios tecnológicos, explica que em gravações como a da novela os diretores precisam delimitar a posição dos atores (que serão duplicados) e o possível deslocamento dos mesmos durante a gravação.

Basicamente, tudo é pensado e cronometrado para que uma mesma cena seja gravada diferentes vezes. O resultado desse trabalho pode ser visto quando os gêmeos aparecem um de frente para o outro, por exemplo.

Por trás disso, existem os diferentes takes (parte de gravações), um filmado com o ator interpretando o Renato, um rico sem limites, e outro take onde quem aparece é o gêmeo Christian, com menos dinheiro e um rapaz do bem.

"Os movimentos precisos do ator nessas gravações são unidos e editados em uma única cena para o telespectador, como se fossem páginas, uma sobreposta sobre a outra. Dessa maneira, é possível até mesmo triplicar pessoas no mesmo cenário para contracenarem entre si", explica Nagamatsu.

O diferencial da novela "Um Lugar ao Sol", de acordo com Barbosa, é que a equipe de efeitos visuais criou ainda uma plataforma de sincronização que possibilita que o diretor consiga verificar a imagem sobreposta no próprio monitor em tempo real. Ou seja, antes que o material precise ir para a ilha de edição, o que torna prático identificar necessidade de mudanças já na hora.

Tecnologia na prática

Cena gravada em dois takes mostram dois Cauã Reymond - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Cena gravada em dois takes mostram dois Cauã Reymond
Imagem: Reprodução/TV Globo

No primeiro encontro entre os irmãos, por exemplo, existe o take A, do lado esquerdo, e o take B, do lado direito, e cada um mostra o Cauã em personagens diferentes.

"Primeiro se filma uma das personagens. Depois, o mesmo ator volta, se baseando em pontos de referência [determinados previamente]", completa o Nagamatsu.

Trecho da bebida

Cena em que os dois Cauãs Reymond aparecem bebendo na novela "Lugar ao Sol" - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Cena em que os dois Cauãs Reymond aparecem bebendo na novela "Lugar ao Sol"
Imagem: Reprodução/TV Globo

Na cena em que o Renato oferece uma bebida para o Christian, o motion control também foi utilizado. É possível observar, em uma fração de segundos, o dublê, feito por Pavel Reymond, irmão do Cauã na vida real, de lado, recusando inicialmente a bebida.

Após a gravação e processamento das imagens filmadas, o sistema permitiu que o Cauã conseguisse "encostar" nele mesmo na cena em que um dos irmãos pega a bebida da mão do outro.

Em seguida, gêmeo Renato faz um brinde com o seu copo tocando outra vez "em si mesmo". Toda a exibição dessa dinâmica é possível graças à tecnologia.