PUBLICIDADE
Topo

Zenfone 8 e Xiaomi 11 Lite 5G: confira qual deles vence em desempenho

Zenfone 8 (esq.) e Xiaomi 11 Lite 5G NE (dir.) - Arte UOL
Zenfone 8 (esq.) e Xiaomi 11 Lite 5G NE (dir.) Imagem: Arte UOL

09/11/2021 04h00Atualizada em 10/11/2021 18h36

Se você está a fim de investir em um celular com recursos avançados, tem uma certa grana para gastar, mas não quer pagar o preço cobrado pelo iPhone 13 ou Samsung Galaxy S21 Ultra, que estão acima dos R$ 6.000, alguns modelos da Xiaomi e da Asus podem atender as suas expectativas.

Falamos hoje do Xiaomi 11 Lite 5G NE e do Asus Zenfone 8, que recentemente chegaram ao mercado brasileiro. Além do preço — ambos têm valor inicial sugerido pouco abaixo do R$ 4 mil (valor pode variar de acordo com os varejistas)—, eles têm boas especificações de processador e recursos interessantes em termos de câmeras.

E qual deles vale mais o seu dinheiro? Para tentar responder a essa pergunta, comparamos, abaixo, a ficha técnica dos aparelhos.

  • Xiaomi 11 Lite 5G NE: 160,5 mm x 75,7 mm x 6,8 mm e 158 gramas
  • Asus Zenfone 8: 148 mm x 68,5 mm x 8,9 mm e 169 gramas

Ambos são leves, porém o celular da Xiaomi chama a atenção nesse quesito: ele consegue ser maior do que o Zenfone 8 em termos de comprimento e largura, mas é mais de 2 mm mais fino e 11 gramas mais leve.

Por outro lado, mesmo mais grosso e levemente mais pesado, o Zenfone 8 acaba sendo uma opção para quem curte celulares um pouco mais compactos. É um aparelho que tende a caber melhor no bolso.

Os dois têm resistência à poeira e a água, porém o Xiaomi é mais sensível nessa parte, usando certificação IP53. No caso do Zenfone, ele se adequa à IP68, sendo resistente à submersão em 1,5 metro de água por 30 minutos.

Outra diferença é a construção: o Xiaomi usa plástico na traseira, enquanto o Zenfone usa vidro Gorilla Glass 3, vidro resistente que reduz os riscos de danos após uma queda, por exemplo.

Veredito: vitória do Zenfone 8. Ambos são equivalentes, mas a maior resistência à água e a construção mais refinada dão leve vantagem ao aparelho da Asus.

  • Xiaomi 11 Lite 5G NE: 6,55 polegadas (16,63 cm), Amoled, resolução full HD (1.080 x 2.400 pixels), HDR10+ e 90 Hz
  • Asus Zenfone 8: 5,9 polegadas (14,98 cm), Super Amoled, resolução full HD (1.080 x 2.400 pixels), HDR10+ e 120 Hz

Você prefere uma tela maior ou uma tela melhor? Essa pergunta reflete bem a disputa entre os aparelhos da Xiaomi e da Asus nestes quesitos.

O Xiaomi 11 Lite 5G NE tem mais de meia polegada de tela (cerca de 1,2 cm) do que o Asus Zenfone 8, o que tende a fazer diferença para quem curte celulares com "telão".

Por outro lado, o display do aparelho da Asus usa tecnologias mais avançadas, como o painel Super Amoled e tava de atualização de 120 Hz, o que deixa imagens mais fluidas — quanto maior o número, melhor.

Veredito: vitória do Zenfone 8. A não ser que o tamanho maior de tela faça muita diferença para você, os recursos mais avançados do display do celular da Asus tendem a ser mais perceptíveis no uso diário.

  • Xiaomi 11 Lite 5G NE: 4.250 mAh
  • Asus Zenfone 8: 4.000 mAh

O tamanho adicional do corpo do Xiaomi 11 Lite 5G NE também possibilita que sua bateria seja maior. No papel, a diferença, porém, não é gritante: 250 mAh.

Já na prática a coisa muda de figura. Segundo os testes do site GSM Arena, o Xiaomi 11 Lite 5G NE é capaz de aguentar pouco mais de 18h em reprodução de conteúdo multimídia. Já o Zenfone 8 segura essa onda por 15h47, consideravelmente menos.

Ambos os smartphones têm sistema de carregamento rápido, e o Zenfone é capaz de carregar outros aparelhos.

Veredito: vitória do celular da Xiaomi. A bateria maior se reverte em uma considerável diferença em autonomia.

  • Xiaomi 11 Lite 5G NE: câmera tripla traseira (principal de 64 MP, ultra-angular de 8 MP e telemacro de 5 MP) e frontal de 20 MP
  • Asus Zenfone 8: câmera dupla traseira (principal de 64 MP e ultra-angular de 12 MP) e frontal de 12 MP

Traseira

Considerando a ficha técnica, o aparelho da Xiaomi traz uma configuração diferente, colocando uma lente dedicada para fotos de curta distância. De acordo com testes feitos pelo site GSM Arena, o resultado desse tipo de foto é similar em ambos os aparelhos.

Já para fotos mais, digamos, tradicionais, os dois smartphones trazem recursos parecidos, como modo noturno (para fotos em ambientes com pouca luz) e retrato (para desfocar o fundo).

Ainda considerando o mesmo teste citado no parágrafo anterior, há uma leve vantagem em relação à qualidade das imagens feitas pelo Zenfone 8, ainda que seja algo praticamente imperceptível para usuários comuns.

Na hora de gravar vídeos, porém, o celular da Asus oferece mais recursos, como gravação em resolução 8K e possibilidade de capturar vídeos em 4K a até 120 quadros por segundo —o Xiaomi chega nos 4K, mas com taxa máxima de 30 quadros por segundo.

Veredito: com mais recursos para vídeos, o Zenfone 8 vence.

Frontal

O sensor do Xiaomi 11 Lite 5G NE tem 20 MP, contra 12 MP do Zenfone 8. Isso, somado à maior capacidade de abertura para a entrada de luz — f/2,2 contra f/2,5, respectivamente — daria uma vantagem teórica ao aparelho da Xiaomi.

Na prática (e, novamente, considerando os testes do GSM Arena), o desempenho de ambos na hora de tirar fotos com a câmera dianteira é bastante similar.

O desempate, de novo, vem na hora de gravar vídeos. Enquanto a resolução máxima do Xiaomi é de 1080p a 60 quadros por segundo, o Zenfone 8 consegue gravar vídeos com a câmera frontal em resolução 4K e 30 quadros por segundo.

Veredito: o Zenfone 8 ganha novamente por oferecer resolução maior em vídeos na câmera de selfie.

  • Xiaomi 11 Lite 5G NE: Snapdragon 778G (2.4 GHz, octa-core) e 6 GB de memória RAM; armazenamento de 128 GB (expansível por meio de cartão micro SDXC)
  • Asus Zenfone 8: Snapdragon 888 5G (2,84 GHz, octa-core) e 8 GB de memória RAM; armazenamento de 128 GB ou 256 GB (não expansível)

Esse é um dos pontos mais discrepantes entre os dois aparelhos. Com um processador mais modesto e menor memória RAM (que ajuda no desempenho do processador), o Xiaomi sai atrás do concorrente deste comparativo.

E, aqui, é muito mais mérito do Zenfone 8, que traz um conjunto de respeito ao unir um dos processadores mais potentes da Qualcomm com 8GB de RAM.

Considerando o software de benchmark Geekbench, que analisa o desempenho do processador, o aparelho da Xiaomi marcou 2.214 pontos no teste multicore (vários núcleos), enquanto o Asus foi consideravelmente superior: 3.769 pontos, resultado bem próximo do aparelho "gamer" da Asus, o ROG Phone 5.

Por outro lado, o Xiaomi tem como vantagem a possibilidade de se expandir a memória de armazenamento por meio de um cartão externo, algo que o Zenfone 8 não oferece.

Veredito: vitória do Zenfone 8.

  • Xiaomi 11 Lite 5G NE: R$ 3.999,99, na versão de 6 GB de RAM com 128 GB de armazenamento
  • Asus Zenfone 8: R$ 3.995, na versão de 8GB de RAM, com 128 GB de armazenamento

São R$ 5 separando os preços inicial dos dois aparelhos, montante que, neste contexto, é irrelevante.

Quem optar pelo Xiaomi levará para casa um smartphone maior e mais fino, porém com desempenho inferior ao Zenfone 8.

Do lado do Asus, a principal desvantagem em relação ao concorrente é a bateria menor. Ele brilha, porém, ao oferecer um desempenho consideravelmente acima dos rivais — e em pé de igualdade com modelos consideravelmente mais caros.

Veredito: a combinação de conjunto mais avançado e preço igual define essa disputa a favor do Zenfone 8.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.