PUBLICIDADE
Topo

Leve, mas não no preço: Xiaomi 11 Lite 5G NE chega ao Brasil por R$ 4.000

Xiaomi 11 Lite 5G NE - Divulgação
Xiaomi 11 Lite 5G NE Imagem: Divulgação

Renata Baptista

De Tilt, em São Paulo

28/10/2021 13h00Atualizada em 28/10/2021 15h05

A Xiaomi trouxe ao Brasil três novidades: o celular Xiaomi 11 Lite 5G NE, o seu 1ª tablet no mercado brasileiro, o Xiaomi Pad 5, e os fones de ouvido Redmi Buds 3 Pro.

O smartphone, considerado pela empresa top de linha, é o mais fino e mais leve da marca chinesa no momento. O preço, no entanto, ainda é um pouco pesado: R$ 3.999,99 — na versão de 6 GB com 128 GB de memória interna.

As vendas dos produtos começam hoje no site da marca no Brasil e nas lojas físicas da Xiaomi. Os anúncios foram realizados em evento com transmissão ao vivo pela internet nas redes sociais da fabricante chinesa.

Xiaomi 11 Lite 5G NE

O novo celular da empresa já segue uma nova nomenclatura: a fabricante abandonou o "Mi" para focar no próprio nome.

O Xiaomi 11 Lite 5G NE possui 6,81mm de espessura. Em uma visível "cutucada" na Apple, em um teaser divulgado nas redes sociais, a marca chinesa diz que o novo aparelho é "mais leve que uma maçã", com peso de 158 gramas.

Tilt recebeu um celular para testes e, à primeira vista, ele tem um visual elegante e uma pegada agradável, é mesmo bem leve.

São três opções de cores: preto, azul e branco. A última é a que temos em mãos e é bem bonita, com um efeito que lembra mármore. O acabamento é fosco, então nada de manchas ou marcas de dedos.

O Xiaomi 11 Lite 5G NE possui uma tela plana Amoled de 6,55 polegadas, com taxa de atualização de 90 Hz e resposta de toque de 240 Hz, que reduz significativamente os travamentos. Esse índice faz referência a velocidade de exibição de animações na tela (de jogos e aplicativos, por exemplo). Quanto maior, melhor.

Xiaomi 11 Lite 5G NE - Renata Baptista/Tilt - Renata Baptista/Tilt
Xiaomi 11 Lite 5G NE
Imagem: Renata Baptista/Tilt

O celular possui um conjunto de câmera tripla, com principal de 64 MP, a ultra angular de 8 MP e a telemacro de 5MP (para objetos aproximados).

Para deixar o corpo fino, a Xiaomi precisou reduzir a capacidade de bateria. São 4.250 mAh — que ainda assim podem manter o celular longe do carregador por um dia, segundo a fabricante. A capacidade de carregamento rápido é de 33 W.

O processador é o Snapdragon 778G, fabricado pela Qualcomm, com seis núcleos. A promessa é de que o celular não deixará na mão quem gosta de jogos online.

Ficha técnica: Xiaomi 11 Lite 5G NE

  • Tela: 6,55 polegadas; FHD+ (2400 x 1080);Amoled; 90 Hz
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 778G;
  • Memória: 6 GB de RAM;
  • Armazenamento: 128 GB;
  • Câmeras: 64 MP (principal), 8 MP (ultra-wide), 5 MP (macro); frontal de 20 MP;
  • Bateria: 4.250 mAh.

Tablet Xiaomi Pad 5

Xiaomi Pad 5 - Divulgação - Divulgação
Xiaomi Pad 5
Imagem: Divulgação

O Xiaomi Pad 5, que também foi lançado hoje, é o primeiro tablet da marca chinesa no Brasil. No entanto, o aparelho, que foi apresentado mundialmente em agosto, já foi vendido de maneira antecipada na loja física da marca no Morumbi Shopping, em São Paulo, inaugurada no começo de outubro.

Ele chega pelo valor de R$ 4.299,99 na versão de 6 GB de RAM (que ajuda no processamento) com 128 GB de memória interna.

O tablet está equipado com o processador Snapdragon 860 — o mesmo do Poco X3 Pro, queridinho dos gamers — e tem um display LCD de 11 polegadas, resolução de 2.560 x 1.600 (2.5 K) e taxa de atualização de 120 Hz.

São quatro alto-falantes, sendo dois de cada lado — que prometem uma maior imersão para jogos e vídeos.

Ele está disponível em duas cores: Cosmic Gray (cinza) e Pearl White (branco), com bordas em alumínio e acabamento fosco.

A câmera frontal tem 8 MP, e a principal, 13 MP. O tablet poderá ainda ser conectado com a caneta inteligente Xiaomi, que tem previsão de ser lançada aqui no Brasil no próximo ano, de acordo com a empresa.

Redmi Buds 3 Pro

Redmi Buds 3 Pro - Divulgação - Divulgação
Redmi Buds 3 Pro
Imagem: Divulgação

Uma outra novidade que chega no Brasil são os fones de ouvido Redmi Buds 3 Pro, equipados com tecnologia híbrida de cancelamento de ruído (ANC) e dotados com um microfone duplo que promete filtrar barulhos de fundo e gera ondas antirruídos.

De acordo com a Xiaomi, a tecnologia proporciona uma experiência sonora profundamente imersiva.

O gadget chega por aqui nas cores preta e cinza, com o preço de R$ 899,99. De acordo com a Xiaomi, com uma carga, o Redmi Buds 3 Pro oferece até 6 horas de bateria e até 28 horas com o estojo de carregamento. Dez minutos no estojo carregam os fones para até 6 horas de som constante.