PUBLICIDADE
Topo

Putin: Tentativas das big techs de usurpar funções políticas duraram pouco

16.set.2021 - A Rússia aumentou a pressão sobre as empresas estrangeiras de tecnologia - Alexey Druzhinin/Sputnik/AFP
16.set.2021 - A Rússia aumentou a pressão sobre as empresas estrangeiras de tecnologia Imagem: Alexey Druzhinin/Sputnik/AFP

De Tilt, em São Paulo

21/10/2021 14h04

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse, hoje, que as "plataformas digitais globais" são incapazes de "usurpar" funções governamentais, apesar de todo o seu poder.

Segundo informações da rede de TV RT, Putin disse que as big techs buscaram conquistar algumas funções que rivalizam com as dos governos através de práticas como monopólios em determinados setores.

No entanto, mesmo com todo o poder que estas empresas acumularam ao longo dos anos, continuam sem condições de competir com as autoridades, acredita ele. As declarações foram dadas no Valdai Fórum.

A Rússia aumentou a pressão sobre as empresas estrangeiras de tecnologia à medida que busca assegurar maior controle sobre a internet no país, desacelerando a velocidade de transmissão de dados do Twitter desde março e multando rotineiramente empresas por violações de conteúdo.

Na última terça-feira (19) o governo disse que vai buscar neste mês impor multa ao Google equivalente a até 20% do faturamento da empresa no país por não excluir conteúdo considerado ilegal pelo governo.

A agência reguladora de comunicações Roskomnadzor disse que o Google não pagou 32,5 milhões de rublos (US$ 458.100 dólares) em multas cobradas neste ano e que agora buscará um valor entre 5% e 20% do faturamento da empresa na Rússia, algo que pode chegar a US$ 240 milhões. O Google não comentou o assunto de imediato.

Ativistas da oposição acusam Google e Apple de cederem à pressão do Kremlin depois de remover um aplicativo de votação de suas lojas.

A Roskomnadzor disse no início de outubro que pediria a um tribunal para impor uma multa sobre o faturamento do Facebook, citando legislação assinada pelo presidente em dezembro de 2020.

"Um caso semelhante será aplicado em outubro contra o Google", disse Roskomnadzor em comentários à Reuters na terça-feira.

O banco de dados de negócios Spark mostra que o faturamento do Google na Rússia em 2020 foi de 85,5 bilhões de rublos. Uma multa de 5% a 20% equivaleria a 4,3 bilhões a 17,1 bilhões de rublos.

O Google está atualmente se defendendo contra uma decisão judicial que exige o desbloqueio da conta do YouTube de um empresário russo sancionado senão enfrentará uma multa composta sobre seu faturamento geral que dobraria a cada semana e obrigaria a empresa a fechar as portas no país em questão de meses.

* Com Reuters