PUBLICIDADE
Topo

Liberou para você? Veja como usar o seu WhatsApp em até 4 aparelhos

Reprodução
Imagem: Reprodução

Renata Baptista

De Tilt*, no Recife

16/09/2021 12h00Atualizada em 16/09/2021 12h09

O WhatsApp vem, finalmente, liberando o recurso que permite o uso do serviço de mensagens uso em múltiplos aparelhos ao mesmo tempo. A nova função, que já havia sido anunciada há algum tempo, está chegando tanto para usa Android como para iOS. Com ela, é possível usar sua conta em até quatro dispositivos, sem a necessidade de manter seu celular conectado à internet.

Até julho deste ano, apenas algumas pessoas que possuíam a versão beta (de teste) do aplicativo instalada no celular é que conseguiam ter acesso ao novo recurso. Agora, mais pessoas (mesmo com o aplicativo comum instalado) estão começando a notar um novo item, chamado "Múltiplos aparelhos", dentro das configurações do WhatsApp.

Só é importante destacar que a novidade ainda está em testes — e a empresa deixa isso muito bem claro em seus avisos.

Como funciona a novidade?

Tela do WhatsApp no Android com o alerta sobre a mudança - Tilt - Tilt
Tela do WhatsApp no Android com o alerta sobre a mudança
Imagem: Tilt

De acordo com o WhatsApp, você pode escolher participar da versão beta para múltiplos aparelhos para ter acesso antecipado a novidade. O comunicado da empresa explica:

  • Você pode usar o WhatsApp em até quatro aparelhos adicionais de uma só vez, porém só é possível conectar um celular à sua conta do WhatsApp;
  • Você ainda precisará usar um celular para confirmar seu número de telefone no WhatsApp e conectar novos aparelhos;
  • Seus aparelhos adicionais serão desconectados caso você não use o WhatsApp no seu celular por mais de 14 dias.

O WhatsApp também informa que os seguintes recursos não são compatíveis com essa versão beta para múltiplos aparelhos:

  • Ver localização em tempo real em aparelhos adicionais;
  • Fixar conversas no WhatsApp Web e no WhatsApp para computador;
  • Entrar em grupos e ver/redefinir convites para grupos no WhatsApp Web e no WhatsApp para computador -- você precisará usar seu celular para executar essas ações;
  • Enviar mensagens ou fazer chamadas usando seu aparelho conectado para contatos que usam versões muitos antigas do WhatsApp;
  • Fazer chamadas usando o Portal ou o WhatsApp para computador para aparelhos conectados que não participam da versão beta para múltiplos aparelhos;
  • Outras contas do WhatsApp no seu Portal só funcionarão se estiverem participando da versão beta para múltiplos aparelhos;
  • Mudar o nome da empresa ou as etiquetas no WhatsApp Business usando o WhatsApp Web ou o WhatsApp para computador.

Quero testar! O que devo fazer?

A primeira orientação do aplicativo é que, para uma melhor experiência, você atualize para a versão mais recente do WhatsApp no seu aparelho. Depois de entrar na versão beta para múltiplos aparelhos, você precisará reconectar seus aparelhos adicionais.

No Android

Para entrar:

  • Abra o WhatsApp e toque em Mais opções;
  • Toque em Aparelhos conectados;
  • Toque em Múltiplos aparelhos (Beta);
  • Toque em "Entrar no beta".

Pronto! Agora é só explorar as mudanças propostas.

Para sair:

  • Abra o WhatsApp e toque em Mais opções;
  • Toque em Aparelhos conectados;
  • Toque em Múltiplos aparelhos (Beta);
  • Toque em "Sair do beta".

No iPhone

Para entrar:

  • Abra as Configurações do WhatsApp;
  • Toque em Aparelhos conectados;
  • Toque em Múltiplos aparelhos (Beta);
  • Toque em "Entrar no beta".

Para sair:

  • Abra as Configurações do WhatsApp;
  • Toque em Aparelhos conectados;
  • Toque em Múltiplos aparelhos (Beta);
  • Toque em "Sair do beta".

É seguro? Como funciona?

Até hoje, o WhatsApp não permitia o uso em mais de um aparelho ao mesmo tempo porque a troca de mensagens acontece de forma privada dentro do celular de quem usa. Para acessar o WhatsApp Web, o app criava uma rede "particular" entre o PC e o celular principal do usuário.

Outros mensageiros como Telegram ou o Facebook Messenger conseguem sincronizar as conversas em vários aparelhos porque eles estão "na nuvem", operando nos servidores da empresa que os desenvolveu, e não são criptografados como o WhatsApp.

A solução encontrada pelo WhatsApp foi, basicamente, criar clones do seu celular principal. Até hoje, a empresa identificava o destinatário e o remetente de uma mensagem por uma chave criptográfica — isto é, uma sequência de códigos embaralhados — designada ao celular de cada pessoa.

Mas agora, quando você cadastrar sua conta do WhatsApp a um novo aparelho, aquele celular vai ganhar sua própria chave criptográfica associada à sua conta no app. Sendo assim, se você tiver quatro aparelhos rodando o aplicativo ao mesmo tempo, cada um vai ter quatro chaves, e todos eles vão receber as mesmas informações ao mesmo tempo.

Ainda neste exemplo, quando uma pessoa te mandar uma mensagem, essa mensagem vai ser copiada e disparada de novo quatro vezes até chegar a todos os aparelhos cadastrados na sua conta. Para começar a usar o WhatsApp em um novo celular, você ainda terá que escanear o código QR (assim como funciona hoje no WhatsApp Web) e colocar uma senha ou biometria (impressão digital ou reconhecimento facial).

*Com texto de Lucas Carvalho