PUBLICIDADE
Topo

Ansioso com o sensor de digital na tela do iPhone 13? Melhor não se animar

Arte imaginando como será o iPhone 13 de 2021 - EverythingApplePro
Arte imaginando como será o iPhone 13 de 2021 Imagem: EverythingApplePro

Nicole D'Almeida

Colaboração para Tilt, em São Paulo

23/08/2021 16h42

Rumores de que a Apple está trabalhando em um iPhone com sensor biométrico diretamente na tela para desbloquear o celular apareceram no início deste ano. Algo que seria extremamente útil nesse momento em que parece que a máscara facial chegou para ficar com a pandemia de covid-19. Porém, é possível que a empresa não adote o recurso no iPhone 13 (nome ainda não confirmado), que deve ser lançado no próximo mês.

De acordo com Mark Gurman, da Bloomberg, que costuma antecipar novidades do mundo da tecnologia, o Touch ID na tela estava sendo testado nos novos modelos. Entretanto, o recurso de desbloqueio não foi aprovado para estrear neste ano, afirmou em seu último boletim informativo Power On.

Gurman foi ainda mais longe em sua análise, dizendo que o sensor de digital provavelmente nunca chegará aos modelos principais do iPhone, já que o foco da Apple está no Face ID, sistema inteligente de reconhecimento facial.

Reconhecimento facial na tela?

É uma aposta do repórter. Ele acredita que a Apple deva implementar, a longo prazo, o Face ID no próprio display, seguindo a seguinte ideia: Face ID atual nos iPhones mais baratos, como o iPhone SE, e o sensor de reconhecimento facial embutido na tela dos celulares principais, como o iPhone 14 e o iPhone 14 Pro.

Enquanto essas novidades não se confirmam, os fãs da Apple devem se contentar com as melhorias realizadas para o uso do celular da empresa com máscaras: capacidade de desbloquear o aparelho com o Apple Watch e a solicitação de senha mais rapidamente quando uma máscara é detectada pelo sensor.

Outros rumores

Outros rumores que andam circulando no mercado de smartphones indicam que a Apple deva lançar quatro novos modelos de iPhone, sendo dois "Pro" e dois aparelhos mais baratos. Espera-se que haja melhorias na câmera, um processador A15 mais rápido, um novo chip 5G da Qualcomm, entalhe em um tamanho menor, além de uma maior vida útil da bateria.

Acredita-se também que a Apple deva introduzir taxas de atualização de tela de 120 Hz (para imagens mais fluidas na tela) para a linha iPhone 13 Pro, trazendo a tecnologia ProMotion do iPad Pro para o iPhone pela primeira vez. Nela, o display faz um ajuste automático dessa taxa de atualização.

Melhorias notáveis na câmera também estão entre os rumores. Segundo relatório divulgado pela Bloomberg, será possível gravar vídeos ProRes, projetados para editores de vídeo profissionais, resultando em arquivos grandes com opções de resolução HD e 4K, e em modo retrato.

Além disso, há a possibilidade de um sistema de filtros que visa melhorar a aparência e as cores das fotos usando inteligência artificial.

Vale lembrar que todas essas mudanças são apenas rumores. Devemos aguardar o lançamento oficial para sabermos se algumas delas se concretizaram.

A próxima linha do iPhone, possivelmente chamada de iPhone 13, deve ser anunciada em um evento virtual em setembro. A Apple também pode lançar um novo iPad, Apple Watch Series 7 e AirPods de 3ª geração.