PUBLICIDADE
Topo

Entre o 'home' e o 'office': Samsung lança monitor com recursos de TV

Smart Monitor Samsung - Divulgação
Smart Monitor Samsung Imagem: Divulgação

Letícia Naísa

De Tilt, em São Paulo

17/08/2021 15h30Atualizada em 25/08/2021 11h47

Quando a pandemia do novo coronavírus eclodiu, muita gente precisou encarar um novo desafio: transformar a própria casa num escritório. O investimento em tecnologias se tornou quase uma obrigação para muita gente. De olho nessa necessidade crescente, a Samsung decidiu apostar no lançamento de um equipamento híbrido: um monitor de computador que também funciona como smart TV.

Fabricado no Brasil, o Smart Monitor, como é chamado, tem 24 polegadas (60,9 cm) e custa R$ 1.849 reais.

Otimização foi a palavra usada por Marina Correia, gerente de monitores da Samsung Brasil, em entrevista a Tilt. "Nem todo o mundo consegue ter um escritório em casa, tivemos que nos adequar a essa nova rotina", explica.

O lançamento vem com um controle remoto e oferece acesso às principais plataformas de streaming, como Netflix, Amazon Prime (que têm botões no controle) e Globoplay, além da Samsung TV Smart Plus, com canais abertos de televisão. É uma smart TV clássica que se conecta à rede wi-fi.

Um diferencial interessante é a ferramenta de acesso remoto ao computador. A promessa é de conseguir acessar sua máquina sem precisar estar com ela por perto. Outra aposta do Monitor-TV é conseguir espelhar a tela do computador sem precisar de um cabo HDMI, como é comum na maior parte das televisões.

A reportagem de Tilt recebeu o modelo para teste e conta a seguir as primeiras impressões.

Smart Monitor da Samsung - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Bom monitor, mas como TV... depende

Pessoalmente, trabalhar com uma segunda tela foi uma das coisas que mais senti falta quando se instaurou o home office. Recebi o monitor de braços abertos e acreditei na promessa de melhorar o meu escritório improvisado em casa.

O produto funciona muito bem como um monitor. À primeira vista, na minha pequena mesa de estudos, pareceu muito grande, mas depois de alguns dias, me adaptei e percebi que seu tamanho é excelente.

Como monitor, identifiquei dois problemas: o brilho da tela e sua altura. O Monitor-TV tem um pé fixo, como em todas as TVs, então não é possível subir e descê-lo à altura dos olhos. Se você tiver uma mesa muito baixa (ou for uma pessoa muito alta — que não é o meu caso), vai precisar da ajuda de alguns livros (como eu) ou de algum outro tipo de apoio para deixar o monitor em uma altura mais confortável.

Smart Monitor da Samsung - Letícia Naísa - Letícia Naísa
Smart Monitor da Samsung
Imagem: Letícia Naísa

Quanto ao brilho, resolvi fuçar nas configurações se era possível alterar. A Samsung implementou uma função muito bacana de autorregulação do brilho da tela. Assim como os displays de celular, a luminosidade da tela do monitor-TV se adapta à luz ambiente. Ponto muito positivo. Também há uma função de proteção para os olhos, que diminui a exposição da vista cansada à luz azul.

A resolução da tela e a qualidade do som são outros trunfos da Samsung. Como ele também é uma TV, é um monitor que tem saída de som nele mesmo, que torna tudo mais agradável de ouvir.

Enfrentei problemas com a conectividade. Apesar de ter recebido um vídeo de instruções de como conectar a segunda tela sem cabo, não foi possível conectar. O mesmo aconteceu com o celular. Tentei reproduzir um vídeo de um app de yoga, mas sem sucesso, só o som ficou alto. Talvez a conectividade seja melhor com outros dispositivos da mesma marca. Também não tive muita sorte ao tentar acessar o computador de forma remota. Para continuar usando o dispositivo, optei pelo cabo HDMI o tempo todo conectado ao notebook.

Enquanto TV, um dos meus sonhos era ter uma no quarto do meu pequeno apartamento de 38m². Logo, o lançamento cumpriu a função de me permitir assistir a uma série do conforto da minha cama. Ao mesmo tempo, por causa da distância, o tamanho da tela pareceu pequeno. É um ponto a se considerar se você decidir investir no produto.

"Grande demais para um monitor, pequeno demais para uma TV" foi o primeiro pensamento que tive quando instalei o aparelho. Por ter uma televisão maior na sala, aproveitei menos do que gostaria a função de televisão do dispositivo. Entre o "home" e o "office", vi muito mais vantagens no aparelho voltado para o office.