PUBLICIDADE
Topo

Smartwatch ou smartband? As diferenças e qual é o mais indicado para você

Relógios e pulseiras inteligentes podem te ajudar em um montão de coisas! Qual combina mais com você? Veja uma lista de sugestões - iStock
Relógios e pulseiras inteligentes podem te ajudar em um montão de coisas! Qual combina mais com você? Veja uma lista de sugestões Imagem: iStock

Lucas Santana

Colaboração para Tilt

14/08/2021 04h00

Quando a Apple lançou seu relógio (Apple Watch), em meados de 2015, a marca famosa por seus computadores e celulares impactou o mercado de gadgets para vestir, chamados em inglês de wearables. O produto batizado de smartwatch (ou relógio inteligente), com design atraente e recursos inovadores, atraiu os olhares dos amantes de tecnologia e esportes, mas a um preço bem salgado — o modelo mais em conta vendido no site da empresa custa hoje a partir R$ 2.599 (R$ 1.653 em lojas varejistas).

Paralelamente, as smartbands (pulseira inteligente), que não são bem um relógio em essência, mas exibem a hora certa e servem para monitorar atividades físicas, também ficaram bem populares. O principal atrativo é o preço mais baixo. Mas o que mais tem de diferente entre as tecnologias? Vamos mostrar agora.

Smartwatch x smartband?

O smartwatch é um aparelho maior, mais poderoso e completo do que a smartband. É apresentado em tamanho e formato de um relógio tradicional, com funções inteligentes, memória e processadores internos mais potentes. Com ele, é possível se conectar a internet por wi-fi ou com um chip de conexão móvel (alguns modelos), acessar e interagir com aplicativos, como mapas, ouvir música via bluetooth e, claro, ver as horas no painel digital.

Geralmente, os modelos de relógio possuem mecanismos de medição de temperatura corporal, batimentos cardíacos, oxímetro e contador de passos. Nos que são conectáveis ao celular, você consegue responder mensagens e chamadas telefônicas.

A smartband é mais simples, em formato de pulseira e com alguns recursos inteligentes. Tem foco nas atividades físicas, com ferramentas para medição de passos e de batimentos cardíacos, mas sem memória e processamento interno suficientes para executar funções mais complexas. Contudo, esse tipo de aparelho funciona muito bem em parceria com um smartphone, servindo como um periférico para o telefone, exibindo notificações de mensagens, por exemplo.

A vantagem da smartband fica por conta da bateria, de maior duração. Algumas podem funcionar por 25 dias sem recarregar, de acordo com os fabricantes.

Qual escolher?

Se você quer uma experiência completa e tem algum dinheiro para gastar, a melhor opção é o smartwatch. Ele possui praticamente todas as funções de uma smartband, com o adicional de executar tarefas mais complexas. Se o seu bolso não está assim tão cheio, a smartband pode satisfazer e dar conta de ajudar você a monitorar suas atividades físicas e oferecendo dados de saúde.

Reunimos alguns modelos desses aparelhos para você avaliar e escolher.

Confira a lista de smartwatch:

Apple Watch Series 6 - Apple

Preço: de R4 3.149 por R$ 2.948,99*

Comprar

Apple Watch Series 6 - Divulgação - Divulgação
Apple Watch Series 6 da Apple
Imagem: Divulgação

O modelo é o mais avançado comercializado pela Apple atualmente. O preço é mais alto, mas o aparelho se garante: que você receba chamadas e responda a mensagens de texto do seu pulso, acesse aplicativos do iOS (sistema do iPhone) e monitore batimentos com precisão, graças ao seu sensor moderno.

O destaque da linha é a capacidade de medir a oxigenação no sangue. As versões anteriores do Apple Watch não fazem isso. Ele tem tela retina ultra brilhante e dezenas de opções de pulseiras que podem ser compradas para combinar com o relógio.

Mi Watch - Xiaomi

Preço: R$ 848,41*

Comprar

Xiaomi Mi Watch - Divulgação - Divulgação
Xiaomi Mi Watch
Imagem: Divulgação

Mi Watch é a série principal de relógios inteligentes da fabricante chinesa Xiaomi. Com design moderno, tela Amoled de 1,39 polegadas (3,53 cm) e pulseira macia, seu foco é o monitoramento de saúde e bem-estar, com análises de desempenho em exercícios e dados de saúde.

Ele possui 117 opções de modalidades esportivas para você escolher, proteção contra água para até 5 ATM (resistente até 50 metros de profundidade), GPS, bússola e detecção de pressão e elevação do ar. De acordo com a fabricante, a bateria pode durar por mais de 15 dias de uso contínuo.

Galaxy Watch Active 2 - Samsung

Preço: R$ 1.099*

Comprar

Galaxy Watch Active 2  - Divulgação - Divulgação
Galaxy Watch Active 2
Imagem: Divulgação

A série Active do Galaxy Watch coloca o aparelho de 44 mm, feito em alumínio e com tela de 1,44 polegadas (3,65 cm), uma boa opção para acompanhar você durante suas atividades físicas. O gadget possui padrão militar de resistência à água de até 5 ATM, resistência à água de classificação IP68, sensores cardíacos, conexão bluetooth ao celular e até mesmo uma opção com conexão à rede de telefonia móvel (LTE 4G). Pode acessar aplicativos como mapas e serviços de streaming de música. A bateria do Active 2 dura até um dia inteiro de uso intenso.

Haylou LS02 - Alfawise

Preço: R$ 194,90*

Comprar

Haylou LS02 - Divulgação - Divulgação
Haylou LS02
Imagem: Divulgação

O Haylou é um tipo de relógio inteligente de entrada, bastante simples. É quase uma smartband em um corpo de smartwatch. Contudo, o preço é atraente. Vem com sensor cardíaco, sensor de passos, tela de 1,4 polegadas (3,5 cm) LCD sensível ao toque, bluetooth, capacidade de pareamento com celulares Android — ou seja, pode se conectar ao celular e trocar informações. O aparelho exibe notificações do celular e tem bateria de longa duração, com funcionamento de até 30 dias, segundo a fabricante.

Confira a lista de smartband:

Mi Band 4 - Xiaomi

Preço: de R$ 184,90 por R$ 174,90*

Comprar

 Xiaomi Mi Band 4  - Reprodução/Amazon - Reprodução/Amazon
Smartwatch Xiaomi Mi Band 4 Oled
Imagem: Reprodução/Amazon

A Mi Band, da Xioami, é uma das smartbands mais conhecidas do mercado. No Brasil, ficou muito popular pelo preço atraente e pelas configurações avançadas, boa qualidade de construção dos materiais e funções fitness, como 5 ATM de resistência à água, contador de passos, de distância e de calorias, além do monitoramento de batimento cardíaco. O gadget tem tela Amoled de alta qualidade de 0,95 polegadas (2,41 cm), alarmes vibratórios para notificações de apps do celular, conexão bluetooth para pareamento com aparelho telefônico. A bateria é de longa duração, podendo durar até 20 dias com uma carga.

Amazfit Band 5 - Amazfit

Preço: R$ 195*

Comprar

Amazfit Band 5 - Divulgação - Divulgação
Amazfit Band 5
Imagem: Divulgação

A Amazfit Band 5 é uma smartband bastante completa, com todos os sensores mais cobiçados pelos praticantes de atividades físicas e consumidores interessados em saúde: medidor de batimentos cardíacos, de passos e oxímetro. Pareado com o celular via Bluetooth, transmite os dados para um app que faz o monitoramento da sua saúde. A bateria dura até 15 dias, segundo a fabricante. A tela vertical da Amazfit tem 1,1 polegadas (2,7 cm), Amoled.

Honor Band 6 - Huawei

Preço: de R$ 298,55 por R$ 268*

Comprar

Honor Band 5 - Divulgação - Divulgação
Honor Band 5
Imagem: Divulgação

A pulseira da Huawei bate de frente com as melhores smartbands do mercado. Tem tela sensível ao toque Amoled colorida de 1,44 polegadas (3,65 cm), tamanho grande para o padrão das pulseiras concorrentes. Vem com monitoramento de frequência cardíaca, giroscópio e sensor de aceleração, resistência à água de 5 ATM, pareamento bluetooth com celular para notificações e transferência de dados. A bateria é de longa duração, com 15 dias de autonomia, segundo a fabricante.

Uma dica: costuma fazer compras online? Assinar o Amazon Prime pode ser uma boa alternativa. Com primeiro mês de teste gratuito e depois por apenas R$ 9,90, você tem entrega grátis e rápida para diversas compras em qualquer lugar do Brasil.

* Os preços e a lista foram checados no dia 13 de agosto de 2021 para atualizar esta matéria. Pode ser que eles variem com o tempo.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.