PUBLICIDADE
Topo

Golpistas descobrem jeito de banir pessoas no Instagram em troca de grana

Estúdio Rebimboca/UOL
Imagem: Estúdio Rebimboca/UOL

Lucas Carvalho

De Tilt, em São Paulo

06/08/2021 16h05

Uma rede de golpistas está se aproveitado dos sistemas de segurança do Instagram para vender um serviço de "banimento de contas". Por US$ 60 (mais de R$ 300, em conversão direta), esses grupos dizem que conseguem banir qualquer perfil que o "cliente" desejar.

O esquema é vendido para pessoas que querem sumir com o perfil de algum desafeto na rede social. As vendas para executar a ação acontecem dentro do Instagram, por mensagens diretas (DM) ou pelo Telegram, segundo descoberto pela reportagem do site "Motherboard".

Há grupos que não só vendem o banimento de contas, mas também atendem o "outro lado" e se oferecem para recuperar o perfil banido mediante pagamento também.

Em nota, o Instagram disse que está investigando os sites que oferecem os tais serviços e que a própria rede social vai banir quem quebrar as suas regras. Além disso, a empresa recomenda que vítimas desse tipo de golpe denunciem os perfis fraudulentos em sua página de suporte.

Como funciona

Segundo o "Motherboard", os golpistas se aproveitam de diferentes esquemas para forçar a expulsão de uma conta. A reportagem ouviu tanto os "provedores" desse serviço quanto vítimas. O golpe mais comum é o de fraudar uma denúncia de perfil clonado.

Funciona assim: após receber o pagamento, o golpista pega a foto e o nome do perfil que pretende banir. Ele então usa essa mesma foto e nome num outro perfil, que pertence a ele e é verificado pela rede social com aquele adesivo azul.

Esse perfil verificado então denuncia o seu alvo ao Instagram, dizendo que a vítima é quem está se passando por ele. Como a denúncia vem de um perfil verificado, os golpistas dizem que o Instagram compra o lado deles e suspende a conta original que teve nome e foto copiados.

Segundo um dos fraudadores, o esquema funciona com contas que possuem até 5 mil seguidores. Outros prometem banir contas com até 99 mil seguidores. Quanto mais famoso o perfil, maior é o preço.

Outros golpistas usam um sistema automatizado que dispara denúncias em massa contra um perfil específico repetidamente até que o Instagram decida suspendê-lo. Há quem ofereça também a restauração imediata de contas banidas, cobrando até R$ 20 mil.

Mas ninguém sabe como essa "restauração imediata" seria feita, já que, por padrão, o Instagram leva no mínimo 24 horas para começar a avaliar pedidos de recuperação de contas. A suspeita é de que seja mais um golpe para extorquir as vítimas.