PUBLICIDADE
Topo

Tinder dos antivacina, app Unjected foi excluído da loja da Apple

Getty Images
Imagem: Getty Images

De Tilt, em São Paulo

01/08/2021 16h28

As lojas de aplicativos estão cada vez mais atentas a desenvolvedores que tentam burlar seus termos de serviço. O último app a ser removido da App Store foi o Unjected, uma espécie de Tinder voltado para pessoas que não foram vacinadas. Além disso, o aplicativo conta com conteúdos que diziam que as vacinas modificam os genes, conectam as pessoas ao 5G e que elas são como "armas biológicas".

O lema do aplicativo é "Conecte negócios, encontre amizades ou amor em sua comunidade não vacinada" (sic).

Em comunicado enviado ao site "Engadget", a Apple informa que o motivo da exclusão do app é violar as regras por não ter informações de fontes confiáveis relacionadas à covid-19, como agências de saúde ou instituições médicas. Além disso, os desenvolvedores do aplicativo teriam pedido aos usuários mudassem a linguagem usada, como forma de burlar as regras da Apple.

Ainda que no início o Unjected fosse apenas uma espécie de Tinder, com o tempo ganhou um feed com publicações de diversos assuntos. É lá onde constam essas informações falsas de que a vacina conecta as pessoas ao 5G ou que modificam os genes das pessoas.

O Unjected ainda aparece na Play Store, do Google, mas parece que sua exclusão é uma questão de tempo. Em 16 de julho, o Google informou aos responsáveis pelo aplicativo que eles tinham até duas semanas para remover postagens enganosas e, assim, evitar o banimento. Eles removeram o feed do app, mas Shelby Thompson, uma das co-fundadoras da aplicação, disse que restauraria o feed e as postagens ofensivas.

O app ainda tem uma presença no Instagram, com mais de 25 mil seguidores. Recentemente, a rede social disse que combateria com mais afinco notícias falsas na plataforma sobre covid-19, porém o perfil de Unjected segue firme na rede, com postagens dizendo que vacinas alteram os genes. Inclusive, na própria bio, o app se orgulha de ter sido banido da App Store, a loja de aplicativos da Apple.

De acordo com levantamento do site da consultoria AppTopia, o Unjected foi baixado pouco menos de 20 mil vezes desde sua fundação, e está apenas em inglês. A "Bloomberg" informa que as fundadoras são duas mulheres do Havaí que, aparentemente, estão testando os limites das políticas de lojas de aplicativos da Apple e do Google.