PUBLICIDADE
Topo

Esfriou aí? Saiba o que considerar antes de escolher um aquecedor

Getty Images
Imagem: Getty Images

De Tilt*, em São Paulo

28/07/2021 16h01

Nesta semana, uma massa polar cobriu boa parte do país, reduzindo a temperatura em várias cidades da região Sul e Sudeste — Bom Jardim da Serra (SC) registrou temperaturas abaixo de -7º Celsius. Ao contrário do que rola em locais tradicionalmente frios, poucas casas no Brasil contam com um sistema de calefação (aquecimento de ambientes internos), fazendo com que os aquecedores se tornem uma boa solução para quem quer deixar o local mais quentinho sem precisar fazer grandes intervenções em casa.

Antes de escolher um modelo, é necessário ter em mente que há basicamente dois tipos de aquecedores: os termoventiladores e aqueles que aquecem o ar por troca de calor.

Como funcionam os termoventiladores?

No termoventilador é como se uma resistência, que fica quente devido à passagem de corrente elétrica (Efeito Joule), esquentasse diretamente o ar ao seu redor. Na sequência, esse ar quente parece soprado em direção ao ambiente.

Termoventilador - Divulgação - Divulgação
Este é um modelo de termoventilador
Imagem: Divulgação

Alguns desses aparelhos usam a combinação de resistência e ventilador. Outros, esquentam um dispositivo de cerâmica para irradiar o calor. O que não muda é o efeito que ele causa: o aquecimento é mais direcionado —o que os torna recomendáveis apenas para ambientes pequenos — e ele tende a ressecar o ar, algo indesejável para quem tem problemas respiratório.

Em uma busca rápida na internet, foi possível encontrar modelos a partir de R$ 81,90

Como funcionam os aquecedores por troca de calor?

Os aquecedores por troca de calor esquentam o ar ao seu redor de maneira indireta, o que evita que a umidade seja "consumida". Neste caso, eles podem ser movidos a óleo, halógenos e de quartzo, para citar algumas variações.

Aquecedor a óleo - Getty Images - Getty Images
Aquecedor a óleo
Imagem: Getty Images

Estes aparelhos, em geral, são mais caros e demoram um pouco mais para esquentar, mas tendem a ser mais eficientes em ambientes amplos, sem ressecar o ar.

Outra opção para aquecer o ambiente é investir um ar-condicionado do tipo "quente e frio". Esses aparelhos garantem a temperatura selecionada independentemente do quão frio ou quente está o ar no ambiente externo, porém podem ser um pouco mais complicados de instalar, dado que exigem uma intervenção física no local.

Com reportagem de Rodrigo Lara