PUBLICIDADE
Topo

Mi Smart Band 6: conheça a pulseira fitness da Xiaomi com oxímetro

Xiaomi/Divulgação
Imagem: Xiaomi/Divulgação

Renata Baptista

De Tilt, em São Paulo

10/06/2021 10h14

A Xiaomi trouxe para o Brasil nesta semana uma versão atualizada da sua linha de pulseiras fitness. O modelo da vez é a Mi Smart Band 6, que apresenta duas importantes novidades em relação à versão anterior: medidor de saturação do oxigênio no sangue e uma tela maior.

A pulseira já está à venda no site da fabricante no Brasil por R$ 699,99 — a Mi Band 5 chegou custando R$ 499.

Como ela é

A pulseira de silicone segue com o mesmo design simples, com bordas arredondadas, e está disponível em seis cores (preto, azul, laranja, amarelo, oliva e marfim).

A tela com tecnologia Amoled veio 50% maior em comparação com a versão anterior, passando de 1,1 polegada (2,8 centímetros) para 1,56 polegada (4 centímetros). O visor da quarta geração da pulseira possuía 0,94 polegada (2,38 centímetros).

O que ela faz

A pulseira fitness possui sensores que ajudam a monitorar dados como batimentos cardíacos. A partir deles, é possível medir o desempenho de quem a usa em determinadas atividades físicas.

O monitoramento das performances foi ampliado de 11 para 30 modalidades esportivas. Entre elas estão pilates, zumba, HIIT, basquete, boxe, além das clássicas caminhadas, corrida externa ou na esteira, ciclismo e exercício elíptico.

Entre as outras funções que receberam aprimoramento na nova pulseira estão o monitoramento do sono, qualidade da respiração enquanto dorme, inteligência de atividade pessoal, frequência cardíaca e rastreamento de níveis de stress, além do recurso para acompanhamento do ciclo menstrual.

De acordo com a fabricante, a bateria de 125 mAh garante em média 14 dias de uso normal e ela exige duas horas para carregamento completo. Assim como na versão anterior, basta encaixar os pontos magnéticos do corpo da Smart Band nos pontos magnéticos do carregador para o carregamento, sem a necessidade de remover a alça da pulseira.

Com a Mi Band 6 é possível ainda controlar o obturador de seu celular e também pausar, avançar ou regular o volume da música do celular aparelhado.

Oxímetro

O oxímetro, em tempos de covid-19, se tornou um recurso atrativo para os consumidores uma vez que o nível de oxigênio costuma cair em pessoas com a doença. A função já tinha aparecido na versão chinesa da Mi Band 5.

A novidade é interessante pensando em saúde, mas fazem falta ainda outros aparatos disponíveis em aparelhos concorrentes, como a aferição de pressão arterial. Vamos esperar quais serão as novidades para as próximas versões.