PUBLICIDADE
Topo

Moto G30 x Galaxy A32: qual dos dois tem melhor preço e desempenho honesto?

Reprodução
Imagem: Reprodução

Thaime Lopes

Colaboração para Tilt

08/06/2021 04h00

Está com a grana curta, mas precisa comprar um smartphone novo? Existem no mercado várias opções de aparelhos com preços mais acessíveis, boas câmeras e desempenho honesto. O Moto G30, da Motorola, e o Galaxy A32, da Samsung, estão entre eles.

Os dois têm fichas técnicas parecidas e preços convidativos (ambos estão saindo por menos de R$ 2.000). Tilt comparou o Moto G30 com a versão sem 5G do Galaxy A32 para te mostrar qual deles é a melhor opção.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelo link recomendado neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.

  • Moto G30: 165.2 x 75.8 x 9.2 mm; 200 g
  • Galaxy A32: 158.9 x 73.6 x 8.4 mm; 184 g

Os modelos da Motorola e Samsung são praticamente idênticos vistos de frente. Com o estilo de tela infinita, os dois têm uma câmera de selfie em um pequeno recuo em cima da tela.

A traseira dos dois também é bem parecida, a única diferença é que o G30 possui um módulo para as câmeras e o A32, não.

O aparelho da Samsung tem mais diversidade de cores. Está disponível em preto, branco, azul e violeta. Já o da Motorola vem apenas nas cores Dark Prism e White Lilac (preto e lilás com aspecto metálico, respectivamente).

Além disso, a fabricante garante maior proteção contra quedas e diz que o Galaxy A32 aguenta até 1,6 metros de altura sem estilhaçar.

Veredito: O Galaxy A32 tem mais variedade de cores e visual mais minimalista que o concorrente.

  • Moto G30: 6,5 polegadas; IPS LCD 720 x 1600 (HD+)
  • Galaxy A32: 6,4 polegadas; Super Amoled 1080 x 2400 pixels (Full HD+)

Apesar de terem tamanhos parecidos de tela, os dois modelos se diferenciam bastante nas especificações técnicas.

A Motorola optou por um painel de LCD enquanto a Samsung investiu em uma tela Super Amoled, tecnologia mais avançada que a do concorrente. Ela ilumina cada pixel da tela individualmente, o que significa cores mais vivas, mais detalhadas e mais economia de bateria.

Além disso, a tela do aparelho da Samsung tem uma resolução melhor que a do Moto G30.

Veredito: mais um ponto para o A32, pela melhor tecnologia de tela e resolução oferecidas.

  • Moto G30: 5.000 mAh
  • Galaxy A32: 5.000 mAh

Nesse quesito, é difícil comparar os dois modelos. Por terem exatamente a mesma capacidade de bateria, é de se esperar que os dois aguentem um período parecido longe da tomada — dois dias, de acordo com as fabricantes.

A Samsung diz, no entanto, que o A32 conta com uma gestão de bateria por inteligência artificial, que se ajusta aos seus hábitos de uso do celular.

Quando o assunto é carregador, o aparelho da Motorola vem com um de 20 W e o da Samsung com um de 15 W. A empresa norte-americana promete carregar 12 horas de bateria em 20 minutos.

Veredito: O aparelho da Motorola leva essa só por causa do carregador.

Principal

  • Moto G30: quádrupla (grande-angular de 64 MP, ultra grande-angular de 8 MP, macro de 2 MP e profundidade de campo de 2 MP) e frontal de 13 MP;
  • Galaxy A32: quádrupla (grande-angular de 64 MP, ultra grande-angular de 8 MP, macro de 5 MP e profundidade de campo de 5 MP) e frontal de 20 MP

O Moto G30 e o Galaxy A32 têm câmera principal com a mesma resolução e, apesar de terem a mesma quantidade de lentes com as mesmas funções, as do A32 tem maior resolução.

À luz do dia, as lentes dos dois aparelhos prometem oferecer imagens nítidas, mas as do A32 resultam em fotos com cores mais vibrantes.

Sob baixa luminosidade, a coisa muda de figura. Testes feitos por sites estrangeiros mostraram que o modo noturno do A32, por vezes, trava a câmera do celular ao ponto de ser preciso reiniciar o aplicativo. Quando isso não acontece, as fotos feitas com a lente principal saem ok, mas com brilho excessivo.

O modo noturno do Moto G30 se saiu melhor nessas avaliações, produzindo imagens mais nítidas e bom contraste de luz e sombra.

Veredito: Aqui escolhemos o A32 por causa da resolução das lentes e pelo resultado em fotos diurnas.

Frontal

Ainda que tenha resolução maior do que a câmera frontal do concorrente, as selfies do A32 são salvas em 12 MP por padrão, mas dá para mudar isso nas configurações. Ela faz imagens nítidas com cores naturais, satisfatórias inclusive em ambientes com luminosidade reduzida, além de ter um modo retrato (com desfoque no fundo) bem natural.

A lente de frontal do Motorola também faz selfies claras e nítidas, com cores naturais, mas deixa a desejar em imagens feitas em ambientes com pouca luz, principalmente no modo retrato.

O Moto G30 vem, no entanto, com um recurso para detectar o sorriso de todo mundo que está na selfie e também conta com o modo beauty (beleza) que suaviza artificialmente a imagem.

A função Cinemagraph pode ser interessante para quem posta vídeos de casal nas redes sociais, pois faz vídeos por meio de fotos congelando apenas uma parte dela, dando um efeito divertido à imagem.

Veredito: O A32 leva vantagem no quesito selfie. As imagens saem mais nítidas e naturais, mesmo em ambientes menos iluminados.

  • Moto G30: processador Snapdragon 662 (2,0 GHz), 4 GB de RAM e 128GB de armazenamento (expansível até 1TB)
  • Galaxy A32: processador Helio G80 (2,0 GHz), 4 GB de RAM e 128GB de armazenamento (expansível até 1TB)

O Moto G30 e o Galaxy A32 comercializados no Brasil têm a mesma quantidade de memória RAM e possuem processadores de oito núcleos com desempenho bastante equivalente.

Ainda assim, o A32 sai na frente na maioria dos rankings de desempenho — mas por pouco. Em testes feitos usando vários núcleos do celular (com o aparelho realizando várias funções ao mesmo tempo), ele teve 1.277 pontos contra 1.265 no GeekBench 5, o que significa que tem menos chances de travar quando você abrir vários aplicativos ao mesmo tempo.

Análises feitas em sites gringos, no entanto, advertem que o chip do A32 é lento comparado aos dos seus concorrentes direitos.

Veredito: aqui, vamos de Galaxy A32 pelo processador um pouco mais poderoso que o Moto G30.

Nem o G30 e nem o A32 vêm com opções muito além do que já anunciam. Eles são smartphones bons, mas básicos.

O aparelho da Samsung tem um recurso chamado Game Booster, uma IA que aprende os padrões de uso para otimizar a bateria, temperatura e memória para oferecer p melhor desempenho para quem curte jogar no celular.

Já com o Moto G30 você pode acionar funções por meio de gestos. Girando o pulso duas vezes, você abre a câmera do celular; ao agitar o aparelho duas vezes, a lanterna é ativada; tirando o celular de uma superfície enquanto ele toca, o faz silenciar.

Além disso, é possível fazer captura de tela tocando com três dedos no visor, e mudar de música tocando nas teclas de volume quando a tela estiver desligada.

Veredito: ganho de causa para o Moto G30 só pelo jeito diferentão com quem a pessoa pode ativar funções.

  • Motorola G30: R$ 1.709,10*
  • Galaxy A32: R$ 1.999,00

Levando em consideração os valores oficiais dos dois aparelhos, vale a pena pagar cerca de R$ 200 a mais pelo Galaxy A32, pois o aparelho saiu ganhando em quase todos os quesitos deste comparativo, com destaque para a carcaça mais minimalista e resistente, para a tecnologia por trás da tela e pelo conjunto de câmeras.

Mas, o Galaxy A32 tem processador inferior a outros intermediários da mesma faixa de preço, como o Poco X3 (NFC), da Xiaomi, que apesar de estar mais caro no site oficial da fabricante chinesa, pode ser encontrado por cerca de R$ 1.800 em marketplaces.

* Preços pesquisados em 2 de junho de 2021. Para efeitos de comparação, usamos os valores dos celulares oferecidos nas lojas oficiais da Samsung e da Motorola no Brasil. Não foram considerados outros descontos ou promoções de pré-venda.