PUBLICIDADE
Topo

Grampo "caseiro": códigos mostram se tem alguém espionando suas ligações

Estão desviando suas ligações do celular? Códigos ajudam a descobrir - iStock
Estão desviando suas ligações do celular? Códigos ajudam a descobrir Imagem: iStock

Marcos Bonfim

Colaboração para Tilt

02/05/2021 04h00

Quem viveu o auge do telefone fixo deve se lembrar do recurso "Siga-me", uma forma de redirecionar a ligação do telefone fixo para o celular (ou vice-versa). Apesar de já não ser tão usado como antigamente, essa função continua sendo disponibilizada pelas operadoras de telefonia.

Por causa da pandemia, com muita gente trabalhando de casa e longe do telefone fixo do escritório, o uso do recurso até ganhou força. "Os clientes ligavam para o fixo dos estabelecimentos comerciais e as chamadas eram direcionadas para os números dos proprietários", explica Paulo Gontijo, professor de segurança cibernética do IGTI (Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação).

Mas o desvio de chamadas pode ser útil. Serve para vários casos: para quem está sem acesso ao seu número porque precisa esperar o resgate do chip da operadora, por motivo de viagem, por estar longe do local de trabalho, por ter esquecido o celular em casa. Mas há o motivo maligno também: é possível usar a função para espionar o dono do telefone.

Como fazer o desvio das chamadas?

Segundo Rodolfo Avelino, pesquisador da UFABC (Universidade Federal do ABC) e professor do Insper, pessoas comuns deixaram de usar a função por não saberem que ela existe ou por pensarem que há algum tipo de cobrança por trás dela.

"Hoje, [o Siga-me] está mais restrito a questões comerciais, em situações em que um profissional não pode perder uma ligação, ou quando a bateria está chegando ao fim e ele precisa ter um número ao qual direcionar o contato", conta.

Quem deseja usar o recurso não precisa nem ligar para a operadora para ativá-lo. Pode acessá-lo com facilidade a partir de códigos:

  • Quer desviar todas as ligações? Digite *21* seguido do número que vai recebê-las e um #;
  • Quer desviar só aquelas que você não conseguir atender? Digite *61* seguido do número que vai recebê-las e um #;
  • Quer desviar a ligação recebida quando seu número estiver ocupado? Digite *67* seguido do número que vai recebê-la e um #;
  • Por último, se você quer desviar as ligações para outro número quando o seu tiver fora da área de cobertura, digite *62* seguido do número que vai recebê-las e um #.

Outra opção é acessar as Configurações de Chamadas no app de discagem telefônica do seu celular, depois "Configurações de encaminhamento de chamadas" e escolher o que deseja direcionar entre "Sempre encaminhar", "Quando Ocupado", "Quando não atendida" e "Quando fora de área". Esse caminho pode ser diferente dependendo do modelo do celular.

Espionagem

Embora seja uma solução criada para oferecer praticidade e ajudar na comunicação, há quem procure subverter o propósito original da função. Pessoas mal-intencionadas distantes, como hackers com o uso de malwares (softwares maliciosos), ou próximas, como cônjuges ciumentos, podem usar o serviço para monitorar as ligações ou SMS que você recebe.

Gontijo, do IGTI, esclarece que é raro o desvio de chamada em ciberataques. "Esse não é um tipo de ação que incita muito os hackers. É um ataque para relacionamentos, é uma ação direcionada e com um objetivo de validar alguma desconfiança", afirma.

Nesses casos, a pessoa mal-intencionada pode se aproveitar de um descuido do dono ou dona do celular para acionar o desvio de chamada para o seu próprio aparelho. Com isso, tem acesso a todas as chamadas que ele ou ela receber. Dependendo da situação, o "invasor" pode se passar pela pessoa e estender as conversas para a fim de tentar extrair mais informações.

Para Avelino, embora esse tipo de monitoramento tenha migrado ao longo do tempo para aplicativos de mensagem, como WhatsApp e Telegram, as pessoas, como regra geral, precisam ficar sempre atentos aos seus aparelhos.

"O primeiro passo é manter o controle no celular e contar com recursos de proteção, como senhas e o uso de digital. E, na usabilidade, desconfiar de mensagens que não estão esperando e nunca clicar nos links", aconselha.

O que fazer se suspeitar de desvios?

Não tem mistério para saber se o aparelho está sendo monitorado. O passo a passo é simples e rápido. Basta usar alguns códigos na própria tela de discagem:

  • Digite *#21# e toque no botão de discagem;
  • Após alguns segundos, aparecerá uma janela com informações sobre direcionamentos relacionados à voz, dados, fax e SMS, entre outros;
  • O esperado é que todas as funções estejam sem encaminhamento configurado. Se aparecer algo diferente disso, fique esperto, pode ser que você esteja sendo espionado.
Desvio de chamadas 1 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

  • O próximo código é o *#62#, seguido do mesmo processo anterior;
  • A janela vai mostrar o número para o qual as chamadas foram desviadas;
Desvio de chamadas 2 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Em situações regulares, pode aparecer um número, por exemplo, nas informações de "voz", "fax" e "sincronizar" e "assíncrono", mas não precisa se assustar. Isso é normal e se refere àqueles momentos em que o celular está fora de área e recebe uma ligação. Nesses casos, a chamada é direcionada para a operadora (responsável pelo número que aparece na tela), que libera aquela mensagem já bem conhecida "o número discado não está disponível".

Descobriu que alguém está desviando as suas ligações?

  • Digite ##002#;
  • O código vai reiniciar a função de encaminhamento de mensagem;
  • Ao acioná-lo, toda e qualquer configuração e direcionamento feitos serão desabilitados.

Ao exemplo dos demais códigos, também se abrirá uma janela com mensagem. Agora, com a informação de que a exclusão dos encaminhamentos foi bem-sucedida.

Desvio de chamadas 3 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução