PUBLICIDADE
Topo

Twitter remove posts com críticas ao governo indiano na pandemia

Narendra Modi - Pavel Golovkin / AFP
Narendra Modi Imagem: Pavel Golovkin / AFP

Colaboração para o UOL

26/04/2021 10h13

O Twitter removeu várias publicações sobre a covid-19 a pedido do governo indiano. Segundo a CNN, algumas incluíam críticas à gestão do primeiro-ministro Narendra Modi na pandemia. A Índia enfrenta uma segunda onda de coronavírus e registra recorde no número de casos diários há 5 dias seguidos, com 525 mil diagnósticos da covid-19 confirmados hoje.

Em uma declaração feita ontem, o ministro de Eletrônica e Tecnologia da Informação da Índia informou que pediu ao Twitter e Facebook que removessem cerca de 100 posts. O governo alega uso indevido das plataformas de mídia social por certos usuários "para divulgar informações falsas ou enganosas" ou "criar ódio ao incitar paixões religiosas".

O comunicado incluiu capturas de tela de postagens bloqueadas do Twitter, Facebook e Instagram. Na ocasião, o ministro acusou os internautas de criarem pânico sobre a segunda onda de coronavírus no país "ao usar imagens não relacionadas, antigas e fora de contexto, postagens sensíveis e desinformação sobre os protocolos contra a covid-19".

Alguns dos tweets foram bloqueados na Índia, mas estão disponíveis para usuários de fora do país. As postagens censuradas incluem comentários de políticos da oposição culpando Narendra Modi pelo aumento de casos de covid-19.

Um dos tweets retidos foi feito por Moloy Ghatak, líder de um partido de oposição. "A Índia nunca perdoará o PM @narendramodi por subestimar a situação do coronavírus no país e deixar tantas pessoas morrerem devido à má gestão. Em um momento em que a Índia está passando por uma crise de saúde, o primeiro-ministro optou por exportar milhões de vacinas para outras nações", escreveu. O político também usou a hashtag #ModiHataoDeshBachao, que significa "Remova Modi, salve o país."

Em nota à CNN, o Twitter confirmou que bloqueou alguns dos tweets após o pedido do governo indiano. "Quando recebemos uma solicitação legal e válida, nós analisamos de acordo com as regras do Twitter e as leis locais. Se o conteúdo violar as regras do Twitter, será removido do serviço", disse a empresa.

"Se for determinado que é ilegal em uma jurisdição específica, mas não uma violação das Regras do Twitter, podemos reter o acesso ao conteúdo apenas na Índia. Em todos os casos, notificamos o titular da conta diretamente para que eles estejam cientes de que nós recebemos uma ordem judicial relativa à conta", acrescentou o comunicado.