PUBLICIDADE
Topo

Huawei reage a interesse do PT em '5G chinês': "cenário hipotético"

Getty Images
Imagem: Getty Images

De Tilt, em São Paulo

22/04/2021 20h10

A gigante da tecnologia Huawei reagiu ao suposto interesse do PT (Partido dos Trabalhadores) em um "5G chinês" caso a legenda vença as eleições presidenciais de 2022, conforme noticiado pelo jornalista Kennedy Alencar em sua coluna no UOL da última terça-feira (20).

"A Huawei repudia o uso de seu nome de maneira indevida, num cenário hipotético e desconhecido pela companhia, e ressalta a surpresa e consequente indignação com que recebeu a publicação", disse a empresa em comunicado enviado a Tilt.

Segundo Alencar apurou, cresce no PT o apoio para que o Brasil feche um acordo com o 5G "da China", em oposição ao governo atual do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O PT avalia que a Huawei, de origem chinesa, tem a tecnologia mais avançada do planeta. A empresa é fornecedora de equipamentos para as operadoras que disputam o leilão das faixas do 5G que o governo pretende realizar ainda este ano.

Mas, por alinhamento ideológico, setores do governo atual preferem evitar que uma empresa chinesa seja responsável pelo 5G brasileiro. Os Estados Unidos, sob a administração do ex-presidente Donald Trump, chegaram a banir a Huawei e tentaram convencer o governo Bolsonaro e outros aliados a fazer o mesmo, alegando risco de espionagem por parte do Partido Comunista da China, que administra o governo chinês.

"Embora a Huawei esteja aberta à discussão com toda a sociedade brasileira, é importante ressaltar que a definição do uso da tecnologia 5G compete ao Governo Federal, que tem se dedicado ao estudo dos melhores parâmetros a serem adotados pelo País", diz a Huawei.

Leia a nota da empresa na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre a coluna publicada pelo jornalista Kennedy Alencar no portal UOL, em 20 de abril de 2021, a Huawei repudia o uso de seu nome de maneira indevida, num cenário hipotético e desconhecido pela companhia, e ressalta a surpresa e consequente indignação com que recebeu a publicação.

O texto informa que o Partido dos Trabalhadores (PT) seria "apoiador da tecnologia 5G da Huawei". Embora a Huawei esteja aberta à discussão com toda a sociedade brasileira, é importante ressaltar que a definição do uso da tecnologia 5G compete ao Governo Federal, que tem se dedicado ao estudo dos melhores parâmetros a serem adotados pelo País.

A Huawei, empresa privada que atua no Brasil há 23 anos, esclarece que mantém um relacionamento sólido com o País, contribuindo para avanços sociais e econômicos, gerando emprego e renda e pagamento de tributos.

A Huawei tem orgulho de ser uma das principais líderes de 5G em todo o mundo e oferecer à população uma tecnologia de ponta, investindo continuamente em soluções inovadoras que potencializam a conexão do povo brasileiro.