PUBLICIDADE
Topo

Que perigo! Destroços de foguetes da SpaceX caem em fazenda nos EUA

Pedaço de foguete da SpaceX que caiu em fazenda em Washington (EUA) - Reprodução/Polícia do Condado de Grant (EUA)
Pedaço de foguete da SpaceX que caiu em fazenda em Washington (EUA) Imagem: Reprodução/Polícia do Condado de Grant (EUA)

Felipe Oliveira

Colaboração para Tilt

05/04/2021 18h14

Imagina você estar tranquilo em casa quando, de repente, destroços de um foguete começam a cair em seu quintal? Foi mais ou menos isso o que ocorreu em uma fazenda em Washington (EUA), após um pedaço do foguete Falcon 9, da SpaceX, deixar uma marca de 10 centímetros de profundidade no solo.

O incidente foi registrado dias após algumas pessoas relatarem ter visto uma espécie de "chuva de meteoros" no céu —o que mais tarde foi identificado como sendo destroços do foguete.

O Falcon 9 é responsável por levar os satélites Starlink na órbita da Terra e é dividido em dois módulos. Enquanto o primeiro é reutilizável e retorna a Terra, o segundo é liberado na atmosfera para que caia no oceano ou se queime por completo ao reentrar em nosso planeta. Mas, ao que parece, o procedimento desta vez não saiu totalmente como o esperado.

Segundo o The Verge, o objeto que caiu na fazenda tinha o tamanho de um saco de pancadas e provavelmente fazia parte de um módulo resistente feito para pressurizar os tanques do foguete, chamado de COPV (sigla em inglês para Vaso de Pressão Composto Revestido).

O gabinete de polícia do Condado de Grant, onde se localiza a fazenda atingida pelo objeto, afirmou que não divulgaria mais detalhes e que "o proprietário quer simplesmente ser deixado sozinho".

Em entrevista ao The Verge, Kyle Foreman, porta-voz do gabinete, disse que "nem o dono da propriedade nem nosso sargento são cientistas de foguetes, é claro, mas a julgar pelo que aconteceu alguns dias antes, parecia que eram possivelmente destroços da reentrada do Falcon 9". O objeto foi devolvido à SpaceX, o que, segundo Foreman, não deveria ter sido feito já que estava em uma propriedade privada.

Felizmente ninguém se machucou no incidente, que trouxe um erro de muitos quilômetros de onde o objeto deveria ter caído. Como dissemos, o segundo módulo do Falcon 9 se desprende e normalmente suas peças ficam em órbita por anos, mas algumas delas reentram na Terra sobre o oceano.

A peça do COPV, contudo, acabou entrando na atmosfera bem longe de onde deveria cair, já que a fazenda na qual caiu fica a cerca de 160 quilômetros da costa do oceano Pacífico.

Segundo o site Ars Technica, o erro ocorreu porque não havia combustível suficiente para "empurrar" o módulo 1 de volta para a Terra e, ao mesmo tempo colocar o segundo módulo em órbita, o que fez com que a reentrada ficasse descontrolada.

Com isso, em vez de queimar sobre o oceano, o módulo acabou se desfazendo sobre o noroeste do Pacífico, com o evento sendo observado no céu em Washington e no Canadá.

Algumas pessoas compartilharam nas redes sociais a reentrada de pedaços do módulo na Terra, classificando o evento como uma "chuva de meteoros". O The Verge entrou em contato com a SpaceX, que não quis comentar o assunto.

Veja algumas imagens postadas da reentrada do módulo 2 do Falcon 9.

The second stage of Falcon 9 burning up upon re-entry above my home in the Puget Sound.