PUBLICIDADE
Topo

Apple corre para lançar iPhones com 'câmera de submarino'; entenda

iLexx/Getty Images/iStockphoto
Imagem: iLexx/Getty Images/iStockphoto

Lucas Santana

Colaboração para Tilt

11/03/2021 04h00

Todos os smartphones top de linha do momento, da Apple à Samsung, contam com excelentes conjuntos de câmeras, mas só a Apple ainda não tem lentes que permitem zoom de pelo menos 10x. Os concorrentes usam uma tecnologia baseada no periscópio, instrumento óptico muito utilizado em submarinos, e que agora pode estar a caminho do iPhone.

Os iPhones contam com o já datado zoom óptico de 2x de lentes teleobjetivas, ainda que os smartphones mais avançados da multinacional liderada por Tim Cook consigam atingir um zoom de 10x. O problema é que os aparelhos utilizam processamento digital para conseguir atingir distâncias maiores, criando um zoom artificial que derruba a qualidade da imagem final.

O analista chinês Ming-Chi Kuo, especializado em adiantar novidades sobre a Apple, acredita que a tecnologia de zoom de periscópio deve chegar aos iPhones em meados de 2022, finalmente equiparando os celulares da Apple aos melhores das concorrentes Samsung, Xiaomi e Huawei.

Os rumores começaram a ficar mais fortes em julho do ano passado, quando Kuo soltou a primeira informação sobre as melhorias dos futuros iPhones. Embora o analista não tenha dado maiores detalhes, a imprensa especializada em produtos Apple especula que a empresa tem corrido atrás de fornecedores de lentes de periscópio, como a coreana Semco (Samsung Electro-Mechanics).

As negociações com a Semco estariam adiantadas, mas os rumores dão conta de que a Apple vai continuar usando a tecnologia de zoom atual, que é fornecida pela parceira LG, pelo menos até 2023, quando deve resolver problemas de patentes entre as fornecedoras e focar na "nova" tecnologia de periscópio da Semco.

O que é uma lente de periscópio?

O periscópio é um instrumento óptico bastante antigo, que funciona a partir da associação de espelhos planos, separados por alguma distância e inclinados, permitindo que um observador veja algo mesmo fora do seu campo de visão. A ferramenta é velha conhecida da cultura popular por ter sido muito utilizada em submarinos.

Com a tecnologia de zoom em periscópio, uma lente única na traseira do aparelho reflete a luz para um sistema de lentes inclinadas no interior do celular, até que ela chegue ao sensor da câmera, como nos periscópios tradicionais, mas em escala muito menor.

A vantagem de utilizar lentes em periscópio nos celulares está justamente na limitação que existe hoje em relação ao zoom tradicional das câmeras, obtido por lentes teleobjetivas que se movem para frente e para trás, e que demandam mais espaço para funcionar.

Lentes de periscópio conseguem aumentar a capacidade de zoom dos celulares sem comprometer sua espessura como as lentes de zoom tradicionais. Além disso, o resultado tende a ser fotos com mais qualidade mesmo a longas distâncias.